Destaque Gestão de Clínicas e Consultórios

Software para faturamento de clínicas e consultórios

software para faturamento de clinicas e consultorios

Ao se falar em software para faturamento de clínicas e consultórios, em primeiro lugar, é necessário destacar que tudo começa com um bom acordo feito entre o prestador de serviço em saúde e as operadoras dos planos privados do setor.

Grande parte dos atendimentos médicos de uma clínica/consultório é de consumidores de planos de saúde privados. Por isso, a gestão do faturamento é de alta relevância. E, se acaso, for bem feita, representará ganhos reais para os prestadores de serviços e beneficiários dos planos de saúde.

Neste post, abordaremos alguns pontos essenciais, a fim de que você possa escolher um bom software para faturamento de clínicas e consultórios. Com toda a certeza, o aplicativo correto trará muitos benefícios para as finanças de seu estabelecimento de saúde.

  • Contrato
  • Parametrizações
  • Faturamento
  • Contas a pagar

Leia também:
Gestão de Clínicas – O guia definitivo
Gestão de Consultórios – Tudo o que você precisa saber


Equilíbrio no contrato

software para faturamento de clinicas e consultorios

Antes de mais nada, é preciso destacar que a celebração de um contrato deve beneficiar os dois lados. Isto é: ser equilibrado, para que seja interessante tanto para o prestador do serviço, quanto para atender os beneficiários daquele plano.

Por exemplo: é importante adotar uma tabela de procedimentos cujos valores sejam viáveis. Além disso, é preciso descrever todos os insumos, ou seja, os materiais e medicamentos que serão usados nos procedimentos médicos.

Assim sendo, o acordo poderá ser feito atendendo ao convênio médico.

Parametrizações

Entretanto, de nada adianta ter um contrato interessante, se acaso não tiver um sistema capaz de gerenciar as informações. Daí a importância de se trabalhar com um bom software para faturamento de clínicas e consultórios, a fim de se evitar o risco da perda de muto dinheiro.

Por exemplo: é fundamental disponibilizar o valor de cada consulta, bem como de cada exame. O sistema tem que permitir alimentar esses valores a fim de que, no ato do atendimento, a conta seja lançada.

Dessa forma, o software colocará o valor correto, possibilitando gerar a guia no padrão TISS, para que a clínica/consultório receba o valor devido.

Faturamento

Além disso, para não perder dinheiro, é de suma importância criar pacotes. Ou seja, saber quais os materiais e os medicamentos o prestador acordou com a operadora que ele pode receber por aquele procedimento.

Por exemplo: se o médico fez um procedimento para retirar uma unha encravada, deverão ser relacionados os insumos a serem cobrados. Dessa maneira, ali deverá estar relacionado todo o material utilizado, como o anestésico, a agulha, a seringa, o bisturi e o algodão, dentre outros.

Em resumo: o bom software para faturamento de clínicas e consultórios deve permitir estas parametrizações. Assim, no ato do lançamento da conta médica, nada se perderá.

Em contrapartida, se for deixar para fazer o lançamento manualmente, item a item, a probabilidade de esquecimento será grande. Além disso, a secretária perderá um tempo precioso, que poderia dispensar a outro assunto importante.

Fechando a fatura

Dessa forma, ao seguir o cronograma estabelecido pela operadora, o software para faturamento de clínicas e consultórios possibilita fechar a fatura e gerar o arquivo eletrônico com o lote de atendimentos a ser pago pela operadora.

Um bom software para faturamento de clínicas e consultórios também precisa ser capaz de administrar quando a fatura deverá ser paga pela operadora. Se acaso o pagamento for integral ou parcial, se houve glosas e o motivo pelo qual determinado procedimento foi glosado.

Portanto, uma ferramenta fundamental é o gerenciamento dessas glosas, para que o prestador faça os devidos recursos e recupere essas glosas. O sistema também deve contemplar relatórios gerenciais, como, por exemplo, a produção médica, as glosas e os repasses, dentre outros.

Contas a pagar

Este ponto integra a correta gestão do faturamento e pagamento aos médicos. Nesse sentido, um bom software para faturamento de clínicas e consultórios também contempla esta funcionalidade.

Com respostas para perguntas como, por exemplo: Quais foram as regras de repasse combinadas com o profissional de saúde? Ele receberá em percentuais ou em valores? Ele receberá sobre os honorários médicos apenas ou sobre os materiais, medicamentos e taxas cobrados na taxa médica.


Leia também:
Como abrir meu consultório?


Resumo

Um sério e bom software para faturamento de clínicas e consultórios disponibiliza funcionalidades para a realização de tudo o que foi descrito acima. Além disso, é importante que emita relatórios, a fim de controlar todo o repasse médico.

Você pode se interessar por