Medicina e Saúde

Como melhorar a relação médico-paciente

como melhorar a relação médico paciente 4.png-min

A relação médico-paciente está em voga. É voz corrente na área de Saúde que, com toda a certeza, é preciso estreitar os laços entre as duas pontas para que haja adesão ao tratamento prescrito pelo profissional.

Dessa maneira, não apenas o médico sai ganhando, como também o paciente, que poderá se restabelecer em um tempo mais ágil.

Entretanto, você precisa estar atento para saber os motivos que afugentam os pacientes do seu consultório/clínica. Da mesma forma, é necessário conhecer alguns meios que podem cativá-lo.

Pensando em ajudá-lo, elaboramos este post com fundamentações e dicas, a fim de que possa estreitar a relação médico-paciente. Nele você encontrará:

  • Importância da relação médico-paciente
  • Benefícios da tecnologia
  • WhatsApp
  • Como você pode melhorar a relação médico-paciente
  • E na hora de escrever a receita?
  • Mais dicas para melhorar a relação médico-paciente

Leia também:
7 ferramentas de marketing de relacionamento para médicos
8 dicas para médicos recém-formados


Importância da relação médico-paciente

como melhorar a relação médico paciente 4.png-min

A facilidade de acesso às informações tem colaborado para transformar o relacionamento dos profissionais da Medicina com seus pacientes. Hoje, as pessoas procuram se informar ao máximo sobre os males que as afligem. Dessa maneira, diante de qualquer indício de doença, como por exemplo, uma febre alta repentina, a primeira atitude é recorrer ao Dr. Google.

Com isso, quando agendam uma consulta física, entram no consultório/clínica como se já soubessem tudo sobre seus sintomas e enfermidades. Assim sendo, o médico deverá ter um cuidado especial para atendê-los.

Nesse sentido, mais à frente você verá nossas dicas para que a consulta transcorra de tal forma que o paciente seja suficientemente esclarecido e satisfeito no atendimento.

Benefícios da tecnologia

como melhorar a relação médico paciente 4.png-min

Por outro lado, o uso de smartphones tem facilitado esta aproximação, trazendo benefícios para a relação médico-paciente. O número de aparelhos móveis cresce exponencialmente, assim como surgem inúmeros aplicativos com recursos permitindo e facilitando o acompanhamento do tratamento.

Não só os pacientes são beneficiados, mas também os médicos, uma vez que mensagens sobre a evolução do tratamento podem ser trocadas online. Da mesma forma, possibilita sanar dúvidas sobre medicação, além de permitir o envio de fotos e resultados de exames.

WhatsApp

como melhorar a relação médico paciente 4.png-min

Só para ilustrar: recente pesquisa da Associação Paulista de Medicina (APM) revelou que 65% dos médicos se comunicam com pacientes e seus familiares via aplicativos de mensagens após o horário de atendimento clínico. Saiba mais.

Contudo, é importante que o profissional saiba impor limites, com o intuito de evitar contratempos, desentendimentos e, até mesmo, invasão de sua vida pessoal. Ele pode, por exemplo deixar claro se gostaria ou não de receber e-mails e mensagens por SMS, ou optar pela liberação ou não de seu WhatsApp.

Nesse sentido, o bom-senso deve prevalecer sempre para evitar conflitos e dores de cabeça.

Como você pode melhorar a relação médico-paciente

como melhorar a relação médico paciente 4.png-min
  • Pontualidade – O que fazer se acaso você tem a sensação que aquela cirurgia vai se alongar e que, por isso, o atendimento no consultório vai ficar prejudicado? Algum contratempo de última hora? A tarefa número 1 é acionar sua secretária e, conforme o tempo que for gastar para chegar ou se não puder atender naquele dia, repasse instruções para que ela refaça a agenda, adiando e remanejando consultas.
  • Sinceridade e desculpas pelo atraso – Os pacientes precisam ser avisados com antecedência sobre eventuais atrasos. Se acaso não for possível, a secretária deve procurar entreter as pessoas oferecendo água, café, biscoito… E deixar a tevê ligada, sugerindo ainda a leitura de revistas e jornais, que deverão estar devidamente organizados. Assim que você chegar, é sempre muito bem recebida a atitude do médico que pede desculpas a todos. Então, você explicará rapidamente o motivo do atraso.
  • Saber ouvir e saber dialogar – Saber ouvir é uma arte e isto é fundamental na relação médico-paciente. Não seja tão distante e impessoal. Pelo contrário, procure colocá-lo à vontade, fazendo com que se sinta acolhido e merecedor da sua atenção. Tenha paciência e calma para ouvir todas as suas reclamações. Deixe-o sentir que vocês alcançarão sucesso no tratamento, explique o que está motivando suas queixas e seja didático.
  • Não se irrite – Hoje, muitos pacientes chegam aos consultórios e às clínicas municiados pelas informações do Dr. Google. Todavia, isto não é motivo para se sentir melindrado, pois é um direito que os pacientes têm, motivados pela ansiedade, pelo medo e pela curiosidade. Portanto, com calma e tranquilidade, ouça-os atenta e respeitosamente. Explique cada uma de suas dúvidas e, onde houver erro ou truncamento de informação, relate para eles a informação correta. Por fim, o intercâmbio de informações até poderá ser bom para você.

E-book: 14 técnicas para atrair mais pacientes e lotar sua agenda médica

Confira nossas dicas e preencha todos os espaços vazios na sua agenda de forma descomplicada!

E na hora de escrever a receita?

“Medicina sem Pressa” começa a ganhar corpo no Brasil
  • Prescrição médica – Após fazer a prescrição dos medicamentos, pergunte ao paciente se entendeu tudo e volte a explicar cada ponto da receita. Deixe claro que você está preocupado e que se importa com suas dores. Ressalte que isto é fundamental para o sucesso do tratamento. Além disso, o senso de humanidade é importante.
  • Caligrafia – Uma boa comunicação entre as partes é fundamental para resguardar a segurança do paciente e o médico deve estar sempre atento a isto.  O artigo 35 da Lei Federal nº 5.991, de 17 de dezembro de 1973, tornou obrigatória escrita de forma legível das receitas médicas. Foi determinado que se o paciente tiver que recorrer a um farmacêutico para decifrar o que está escrito na receita, poderá formalizar uma denúncia no Conselho Regional da cidade contra o profissional. Portanto, suas prescrições devem ser sempre claras e precisas.

Mais dicas para melhorar a relação médico-paciente

como conseguir pacientes particulares
  • Software de gestão – É impensável não se valer dos recursos que a tecnologia disponibiliza na área de gestão. Assim sendo, escolha um bom software de gestão para clínica e consultórios para facilitar o seu trabalho. Seja em sua agenda, ficha de pacientes, faturamento, confirmação da consulta e demais funcionalidades do sistema. Tudo isso para ter maior eficiência e qualidade no atendimento.
  • Pós-consulta – Fortaleça o contato com cada paciente. O tempo é um forte adversário, mas reserve uma data para que estes laços possam ser estreitados, com o acompanhamento e os resultados do tratamento. Seja através de e-mail, SMS, WhatsApp ou telefonema, uma vez que isto aumentará sua confiança. Cativar o paciente é uma forma de fazer com que ele se motive para participar ativamente do processo de cura.
  • Limpeza e organização – Por fim, mas não menos importante, fique atento! Conforme diz a máxima, “a primeira impressão é que fica”. Portanto, atenção, uma vez que muitas vezes é isto mesmo que prevalece. O primeiro contato com a secretária é fundamental, entretanto, o fato das pessoas constatarem que existem organização e capricho na “porta de entrada” favorece e traz conforto e a sensação de que o atendimento será conforme desejam.
  • Conforto e tranquilidade – É preciso distrair os pacientes, a fim de evitar que a espera se transforme em agonia. Desse modo, planeje seu consultório, pensando em quebrar a frieza de uma consulta. Ao mesmo tempo, você estará estabelecendo seu diferencial. Se acaso o seu consultório, por exemplo, é de Pediatria, a atenção e os cuidados devem ser redobrados. Confira algumas dicas para isso.

Resumo

Sem dúvida, o tempo das consultas em que apenas o médico falava ficou para trás. Com os pacientes cada vez mais curiosos e interessados em saber sobre o mal que os afligem, você precisa rever conceitos e procurar melhorar a relação médico-paciente. Com toda a certeza, os dois pontos serão beneficiados. Assim, o tratamento será mais rápido, proporcionando a satisfação do paciente e realçando sua competência profissional e humana.

Você pode se interessar por