Destaque Gestão de Clínicas e Consultórios

Como se credenciar em Convênios de Psicologia

Como se credenciar em um convênio de psicologia

O credenciamento de psicólogos em planos de saúde ainda gera muitas dúvidas entre esses profissionais. De acordo com o Conselho Regional de Psicologia de São Paulo (CRP-SP), a principal questão é a respeito do encaminhamento de relatórios psicológicos para as empresas de convênio, que não possuem psicólogos contratados para acompanhar esses trabalhos, guardando o devido sigilo.

Outras questões que costumam tirar o sono dos psicólogos são:

  • A idoneidade de algumas empresas ou planos de saúde;
  • Cooperativas que cobram taxas de credenciamento;
  • O valor que o psicólogo recebe pelo trabalho realizado.

Além de todas essas dúvidas, o próprio processo de credenciamento não é um assunto muito tranquilo. Mas, apesar de todos os desafios, fazer o credenciamento do seu consultório em um convênio médico costuma ser uma boa opção. Principalmente para quem está começando.

Para ajudar os psicólogos, este post apresenta um guia prático de como se credenciar em convênios de psicologia.

Aqui você vai encontrar:

  • O que é credenciamento;
  • Como é feito o credenciamento;
  • Quanto ganha um psicólogo no plano de saúde;
  • Como se credenciar a mais de uma operadora.
Convênios de Psicologia

O que é credenciamento?

O credenciamento médico é a inclusão de um consultório, clínica ou profissional de saúde, como os psicólogos, por exemplo, na lista de autorizados a prestar serviços para pacientes que utilizam uma operadora de saúde.

Isso quer dizer que o profissional credenciado passa a poder atender pacientes não só do plano de saúde como também integrantes de cooperativas.

Convênio X Cooperativas

Os convênios são tanto os planos de saúde quanto as instituições ou entidades que credenciam psicólogos para atender seus empregados.

Convênios são acordos firmados por entidades públicas de qualquer espécie ou entre estas e organizações particulares, para a realização de objetivos do interesse comum entre as partes.

Cooperativas, por sua vez, são sociedades de pessoas, com forma jurídica própria, de natureza civil, não sujeitas a falência, constituídas para prestar serviços aos associados (cooperativados), e que não distribuem lucros, mas os resultados provenientes de suas operações.

Vale destacar que o CRP-SP, indica que é preciso cuidado com falsas cooperativas. Conhecidas como “coopegatos”, essas organizações não tem gestões democráticas e nem transparentes fazendo com que os profissionais conveniados sejam transformados em sub-empregados, sem direitos trabalhistas.

Como se credenciar em convênios de psicologia

Para se credenciar a um convênio de psicologia é preciso seguir um passo a passo simples.

  1. Pesquise os convênios e cooperativas que mais fazem sentido para seu negócio/
  2. Separe a documentação exigida;
  3. Faça o cadastro e aguarde a resposta do plano de saúde.

Escolha o convênio e a cooperativa

Pesquise os valores pagos por cada instituição e as regras que cada uma delas impõe aos conveniados. Leia todos os contratos e só assine se concordar com todas as cláusulas.

Entre as melhores operadoras do Brasil, de acordo com uma pesquisa divulgada pela revista Exame, estão:

  • Bradesco Saúde;
  • Amil Assistência Médica Internacional;
  • Unimed Belo Horizonte;
  • Central Nacional Unimed;
  • Amico Saúde.

Separe os documentos necessários

Depois de escolher as operadoras de saúde e as cooperativas, é preciso separar a documentação exigida. Cada instituição é livre para determinar quais documentos são necessários, mas existem aqueles que são mais comuns.

Confira abaixo quais são eles, tanto para pessoa física quanto para pessoa juríca:

Pessoa Física

Os principais documentos para se credenciar a um plano de saúde sendo pessoa física são:

  • Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES);
  • Inscrição do Cadastro de Constituintes Mobiliários (CCM) ou Imposto Sobre Serviço (ISS) junto à prefeitura;
  • Certificado atualizado de inscrição da entidade junto ao Conselho Regional de Medicina (CRM);
  • Alvará de funcionamento e da Vigilância Sanitária atualizados;
  • Currículo, diploma, CPF e título de especialista do responsável técnico;
  • Comprovante da conta bancária;
  • Dados do local de atendimento.

Pessoa Jurídica

Os principais documentos para se credenciar a um plano de saúde sendo pessoa jurídica são:

  • Contrato social;
  • Ata de reunião;
  • CNPJ atualizado;
  • CCM ou ISS junto à prefeitura;
  • CNES;
  • Comprovante de pagamento do ISS e da taxa de fiscalização de estabelecimento;
  • Alvará de vigilância sanitária e de funcionamento atualizado;
  • Currículo completo de todos os profissionais da clínica;
  • Relação descritiva do corpo clínico; e
  • Comprovante de conta bancária.
Convênio de psicologia: como se credenciar?

Quanto ganha um psicólogo no plano de saúde

De acordo com os dados da Associação Brasileira de Planos de Saúde (Abramge), o preço médio de um consulta paga pelas operadoras de plano de saúde é de R$ 80. O valor varia de acordo com o tipo de especialidade e com a cidade. 

Atenção

Para receber os valores devidos pelas operadoras de plano de saúde, é preciso gerar uma guia TISS para cada atendimento.

Para facilitar, conte com o suporte de um bom software de gestão para psicólogos

Como se credenciar a mais de uma operadora

As regras sobre os planos privados de assistência à saúde são estabelecidas pela Medida Provisória 2177-44/01. De acordo com ela, não existe nenhum problema em se credenciar em mais de uma instituição.

O que o psicólogo deve avaliar é se vale a pena ser credenciado.

Se você estiver procurando novas formas de prestar o serviço, vale a pena pesquisar convênios e cooperativas que aceitem psicólogos no seu quadro de conveniados.

Mas, não deixe de conferir as regras e, em caso de dúvidas, consulte o Conselho Regional de Psicologia do seu estado.

Você pode se interessar por