Gestão de Clínicas e Consultórios

Como escolher os convênios para o consultório

Como escolher o convenio certo para o meu consultorio

Seu consultório atende por meio de convênios? Você tem dúvidas sobre como eles funcionam? Quer saber como escolher os convênios para o consultório? Esse texto é para você!

A dificuldade do poder público em suprir as demandas da população na área da saúde leva milhares de pessoas a optarem pelos convênios, contrato para a prestação de serviços em que o profissional tem a garantia de receber pelos custos de seu trabalho, que pode ser:

  • Ambulatorial
  • Hospitalar sem obstetrícia
  • Hospitalar com obstetrícia
  • Exclusivamente Odontológico
  • Referência
  • Ambulatorial + Odontológico
  • Ambulatorial + Hospitalar sem obstetrícia
  • Ambulatorial + Hospitalar com obstetrícia
  • Hospitalar com obstetrícia + Odontológico
  • Hospitalar sem obstetrícia + Odontológico
  • Ambulatorial + Hospitalar sem obstetrícia + Odontológico
  • Ambulatorial + Hospitalar com obstetrícia + Odontológico

  Leia mais: Como informatizar clínicas e consultórios

Como escolher os convênios para o consultório

Tipos de convênio

Como escolher os convênios para o consultório

Coletivo

Existem dois tipos de planos coletivos: os empresariais, que prestam assistência aos funcionários da empresa contratante devido ao vínculo empregatício ou estatutário; e os coletivos por adesão, que são contratados por pessoas jurídicas de caráter profissional, classista ou setorial, como conselhos, sindicatos e associações profissionais.

Individual ou familiar

Ao contratar o seu plano de saúde diretamente com a operadora que vende planos, ou por intermédio de um corretor autorizado por ela, o seu plano de saúde é do grupo dos planos individuais ou familiares.

É importante saber que a ANS regula apenas a atuação das operadoras de planos de saúde: autoriza a atuação dessas empresas, registra os produtos que comercializam e acompanha e fiscaliza as atividades delas. Os corretores de planos de saúde, que podem representar essas empresas no contato com os consumidores, são regulados por outro órgão do governo federal, a SUSEP.

3 perguntas que você deve fazer para escolher o convênio

Como escolher os convênios para o consultório

1. A operadora é confiável?

Através do site da ANS você consegue verificar os dados da operadora e saber se ela é confiável. O registro na ANS é exigido de todas as empresas que comercializam planos de saúde no Brasil. Verifique se a sua operadora ou aquela que você deseja contratar está devidamente registrada na Agência Nacional de Saúde Suplementar clicando aqui.

Faça também o levantamento das informações detalhadas junto às operadoras e conversar com outros médicos. Uma rápida consulta nos perfis oficiais dessas empresas, Reclame Aqui e redes sociais  também ajuda para avaliar a reputação.

2. Quais são os períodos de carência?

A carência é o tempo que você espera entre contratar e usar todos os serviços. Após o período de carência, o beneficiário terá direito ao atendimento, conforme segmentação do plano (se odontológico ou médico-hospitalar; se ambulatorial ou hospitalar com ou sem obstetrícia; se referência), e este atendimento deverá ocorrer dentro dos prazos máximos

Saiba mais sobre a carência clicando aqui.

3. Como funciona a cobertura do plano?

Ao contratar um plano de saúde, você deve estar atento ao tipo de cobertura oferecido. Quanto mais abrangente o convênio, maior tende a ser a mensalidade. A opção pelo custo/benefício ideal deve levar em conta os atendimentos e o estilo de trabalho de cada consultório.

Para verificar a cobertura do plano clique aqui

Benefícios de ter um convênio

Como escolher os convênios para o consultório

O principal benefício é a visibilidade. Isso porque você participará de uma rede conveniada a uma operadora conhecida. Assim, você tem ganho na experiência e um maior número de atendimentos, se comparado à atuação no modo particular. 

Um critério fundamental para escolher o convênio certo para a seu consultório é conhecer bem seu público-alvo e o que ele precisa. Outro ponto que deve ser considerado é o valor pago pelas operadoras para cada procedimento realizado pelo profissional.

Planejamento e pesquisa são as palavras de ordem quando o assunto é convênio. Com todas essas dicas agora você já sabe como escolher os convênios para o consultório!

Você pode se interessar por