Blog

Dificuldades com o faturamento da clínica?

Atualizado em 09/04/2019

Dificuldades com o faturamento da clinica

Calculadora, pilhas de papéis e siglas, muitas siglas. Se esse cenário te deixa preocupado e toma muito seu tempo, está na hora de tomar uma decisão. Que tal informatizar esse processo e melhorar o faturamento da clínica? Organizar o faturamento de maneira inteligente, por exemplo, é fundamental para o dia a dia e o sucesso do seu negócio.


Como informatizar o faturamento da clínica


Primeiramente, para você informatizar todos os procedimentos financeiros da clínica, o passo mais importante é contar com um software de gestão. Em segundo lugar, pesquise por softwares que abrangem não somente a parte financeira, mas também todos os setores da clínica. Dessa maneira, você pode informatizar todos os processos, desde o atendimento na recepção, até a emissão das guias.


Benefícios de ter um sistema de gestão de clínicas


Ferramenta de Gestão do Faturamento de Consultórios e Clínicas Médicas


Ao informatizar o faturamento da clínica você não só economiza tempo, organiza os registros das atividades, identifica todos os itens que devem ser cobrados e tem controle sobre os atendimentos, como também evita glosas por faturamento incorreto. Quando este setor não é informatizado, por consequência a clínica acaba perdendo dinheiro.


Leitura extra: Como evitar glosas.


1- Ganho de Tempo


Ao informatizar, a faturista monta o pacote e, quando lança a conta médica na ficha do paciente, o software já carrega todas as informações de forma automática e completa. Com o honorário do médico e a relação dos insumos do respectivo procedimento definidos, só resta imprimir a guia.


O fechamento do faturamento da clínica se dá pela conferência das guias já inseridas no software a partir do atendimento ao paciente, e não mais pela digitalização dos itens dentro de sistemas de faturamento dos próprios convênios, que às vezes podem não atender a necessidade imediata do processo de trabalho de cada prestador.


Os arquivos de faturamento são gerados no próprio sistema de gestão e transferidos diretamente para a operadora de saúde, proporcionando um ganho de tempo muito importante ao racionalizar e reduzir os custos de todo trabalho.


2- Facilidade para faturar


Se bem escolhido, o sistema de gestão torna-se simples para se trabalhar e dá confiança nas informações. Em relação ao faturamento da clínica, atende todas as necessidades, não apenas no atendimento na recepção, como também no envio para os convênios e ainda gerando relatórios para análise.


Além disso, alguns softwares atende todas as exigências conforme os padrões da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar). Os tempos em que a faturista gerava guias de procedimentos e imprimia para enviar ao convênio já ficaram para trás. A ANS atualiza e modifica a TISS constantemente, mantendo um modelo sem furos e ambiguidades, totalmente bem fundamentado e estruturado. Com a utilização de um bom software de gestão, toda esta operação é realizada através de um arquivo XML (que integra o modelo), um documento digital, totalmente esquematizado e padronizado que contém, por sua vez, todas as informações de faturamento das atividades que os médicos realizaram.


3- Maior confiança nos dados



Utilizando um software de gestão você terá maior confiança sobre os lançamentos e cobranças e também sobre o envio do faturamento da clínica, de fácil conferência tanto do prestador quanto do tomador de serviço, garantindo a segurança dos dados. Não só a nível de faturamento, mas também a nível moral e ético, reservando as informações de cada paciente com acesso exclusivo a quem é de direito.


4- Ajuda na tomada de decisão


A implantação do sistema de gestão proporciona mudanças substanciais e permite visualizar um cenário de crescimento ao se analisar o antes e o depois. Você passa a ter certeza sobre as atividades e informações de faturamento e financeiro.


 Banner e-book como evitar erros no seu faturamento


Como escolher um sistema de gestão?


Reputação e a confiabilidade da empresa de software médico


Primeiramente: verifique se o sistema atende às necessidades da clínica. O que você vai usar? Agenda, prontuário, financeiro, faturamento da clínica, estoque… faça a listinha do que importa para a sua realidade. 


Em segundo lugar: olhe a recuperação da empresa. Quantos anos ela está no mercado? Dá treinamento? Qual a qualidade do suporte técnico? Tem processo de implantação?


Em terceiro lugar: preço. Cuidado que o barato sai caro! Depois de avaliar os dois passos anteriores, coloque os pesos na balança e avalie a melhor oportunidade para você!


Software de gestão ProDoctor Corp


Software criado especialmente para informatizar clínicas e policlínicas. Rápido para implantar e interface com usuário moderna. Você tem Todas as funcionalidades de uma forma simples e fácil de usar. Clique aqui e saiba mais!