Blog

Dia do Farmacêutico

Atualizado em 26/02/2019

Dia do Farmacêutico

Comemorado hoje no Brasil, 20 de janeiro, o Dia do Farmacêutico reforça a atuação do profissional de saúde nos estudos da composição, nos processos produtivos dos medicamentos e cosméticos e produtos de higiene utilizados em seres humanos e animais.


Especializado no desenvolvimento, manipulação e controle, o especialista atua principalmente na assistência farmacêutica. O profissional pode trabalhar em farmácias e drogarias, como o responsável técnico, ou atuar na fiscalização sanitária combatendo a fabricação de remédios falsificados ou na parte de análise clínica dos laboratórios, exames bioquímicos, hematologia e microbiologia.


Sua área de atuação é extensa, além do contato com a fabricação dos medicamentos, o farmacêutico assume um papel responsável perante a sociedade na busca pela cura e melhorias na qualidade de vida. Cada vez mais, o mercado se abrange para esses profissionais e com o avanço da tecnologia e das pesquisas nas industrias farmacêuticas, as oportunidades de atuação estão cada vez mais promissoras.  


História da Profissão



A data foi escolhida tendo como referência a fundação da Associação Brasileira de Farmacêuticos (ABF), em 20 de janeiro de 1916. O reconhecimento oficial, feito através da Resolução nº 460, de 23 de março de 2007, teve como objetivo unificar a comemoração do Dia do Farmacêutico e alcançar maior visibilidade e reconhecimento. Já a Comenda do Mérito Farmacêutico que visa distinguir farmacêuticos e autoridades pelos relevantes serviços prestados à profissão, foi criada pelo Conselho Federal de Farmácia, por meio da Resolução nº 323, de 16 de janeiro de 1998.


A profissão remete-se aos antigos boticários e apotecários que eram especialistas na utilização de remédios e na criação de novos fármacos. Eles tratavam de diversas doenças e também trabalhavam na criação de perfumes. Muitas vezes, substituíam os médicos que eram poucos sendo em muitos casos a única chance de vida daqueles que não tinham acesso aos hospitais.


Nos primeiros tempos da profissão, a matéria-prima principal era a própria natureza e o conhecimento baseava-se na observação. Atualmente, o trabalho dos farmacêuticos é feito com material sintético, manipulado a partir do conhecimento agregado através dos anos e ligado ao conjunto de tecnologias existentes. Além disso, existe uma interação com os médicos, gerando um tratamento mais eficaz e baseado no diagnóstico. O trabalho conjunto dos profissionais evidencia a melhor qualidade de vida dos pacientes.


Símbolo


A taça com a serpente nela enrolada é internacionalmente conhecida como símbolo da profissão farmacêutica e sua origem está na Ida Antiga, como parte das histórias da mitologia grega. Conforme as literaturas antigas, o símbolo da Farmácia ilustra o poder (cobra) e a cura (taça).


Atuação



Na área da saúde pública e privada, seu ramo de atuação é amplo e diverso. Pode envolver desde um grande laboratório que produz medicamentos, até mesmo hospitais no auxílio aos médicos. A relação com medicamentos utilizados em tratamentos, indústrias, área de cosméticos, agricultura e outros lugares onde existe a produção ou distribuição de medicamentos, também é especialidade dessa área.


No Brasil, o profissional pode exercer em mais de 70 ramos distintos da farmácia, destacando-se: administração de laboratório clínico, administração hospitalar, auditoria farmacêutica, biofarmácia, farmácias em geral (dermatológica, hospitalar, homeopática, clínica, etc), hematologia clínica, microbiologia, toxicologia (clínica, ambiental, veterinária, forense, etc), vigilância sanitária, dentre outros.


Faculdade


O ensino de Farmácia no Brasil começou em 1832, com a Faculdade de Farmácia no Rio de Janeiro. Em 1897, o panorama se transformou quando o farmacêutico deixou de ser relacionado somente a medicamentos e também com a fundação da Escola Livre de Farmácia e Química, em Porto Alegre (RS).


O curso de farmácia nas Universidades e Faculdades do país é um dos mais procurados. Cada vez mais a graduação se renova e propõe novas ideias e conceitos dentro da área. O curso engloba disciplinas na área biológica, física e química. Geralmente, a duração é de cinco anos.


O que esperar da profissão?


No mundo, o mercado farmacêutico ocupa a 6ª posição, com expectativa de crescimento para os próximos anos. Além dos grandes empregadores, como as fábricas de medicamentos e cosméticos e laboratórios de análises clínicas, o setor público também representa um enorme potencial para absorver os profissionais, com farmácias populares e os serviços de vigilância sanitária. Outra excelente perspectiva é a área científica de pesquisa, biologia molecular e toxicologia forense.


Com a junção da tecnologia à profissão, projetos e pesquisas são a aposta para o sucesso. Com os avanços, novas formas vêm sendo aplicadas pelo varejo farmacêutico fazendo com que as organizações possam agregar maiores ofertas de serviços revolucionários aos profissionais e aos clientes. 


ProDoctor Medicamentos



O ProDoctor Medicamentos, aplicativo gratuito, seguro e completo sobre o mundo farmacêutico agrega aos usuários a possibilidade de consultas, leituras de bulas e informações variadas sobre remédios e laboratórios.  Atendendo ao público-alvo, o software contempla além dos farmacêuticos os pacientes. Através desse canal, o foco se mantém na equivalência farmacêutica, pesquisas inteligentes, central de notificações, categorizações e revisões e solicitações. Além disso, o app é abastecido semanalmente com notícias e informações sobre área. 


Com referência de medicamentos aprovados pela Anvisa, cada um deles são revisados por uma equipe técnica especializada que trabalham na melhoria e atualização da base de dados. O aplicativo está disponível para iOS e Android. Para conferir mais funcionalidades e download, clique aqui. 


Conheça: Aplicativos para farmacêuticos


Amor à profissão


Relatando casos diários e de como descobriu o amor pelo mundo farmacêutico, Soraia David do canal Medicina & Saúde recebe para um bate-papo a farmacêutica e bioquímica Cássia Tomaz. A profissional fala sobre a profissão tão presente em nosso dia a dia. Na conversa, um dos assuntos principais é o campo de atuação dos especialistas perante o mercado de trabalho. Confere só: