Blog

Série “Sob Pressão” - 1º Episódio

Veja o que aconteceu no primeiro episódio da Série “Sob Pressão”


A Rede Globo iniciou ontem a exibição da série “Sob Pressão”, obra inspirada no livro “Sob Pressão – A rotina de guerra de um médico brasileiro”, escrito pelo cirurgião torácico Márcio Maranhão, que atua como consultor da trama (veja mais livros imperdíveis sobre a vida médica e a medicina).


Saiba mais sobre a produção da série "Sob Pressão".


Logo de início o telespectador se familiariza com o drama vivido pelo Dr. Evandro (Julio Andrade), que se vê diante do desafio de salvar a vida da própria esposa, que sofrera um acidente de carro próximo do local onde ele trabalha. Madalena (Natália Lage) não resiste e sua morte ainda é um peso na consciência do cirurgião-chefe, frustrado pelo fracasso e atormentado pela culpa e pela dúvida sobre o real motivo do óbito.


Veja o que aconteceu no primeiro episódio da Série “Sob Pressão”


Um ano se passou e o médico sobrevive mergulhando no trabalho e utilizando medicamentos controlados para suportar a pressão. É a forma que encontra para enfrentar com sua equipe os desafios diários que chegam à emergência de um hospital público do subúrbio do Rio de Janeiro. Além de lutar para salvar vidas, ainda é preciso vencer as inúmeras dificuldades da unidade. Ao lado de Evandro, a cirurgiã vascular Dra. Carolina (Marjorie Estiano) trabalha arduamente para minorar o sofrimento das pessoas.


A entrada de uma grávida em estado grave amplifica o caos, pois não há maternidade e falta estrutura para o atendimento adequado. O clínico geral Décio (Bruno Garcia) alerta para o alto grau de risco, mas, ainda assim, Dr. Evandro decide receber a paciente. É preciso enfrentar a falta de energia e também conseguir sangue para iniciar o procedimento que poderá salvar a mãe. Mas, não é só isto: os corredores estão apinhados de pessoas que buscam alívio para suas dores.


Cenas fortes e ritmo intenso


O ritmo da série é intenso e com cenas bastante fortes, porém, acrescenta humor ao drama médico, permitindo ao telespectador uma pausa para respirar. Um homem precisa ficar preso à maca para não agredir alguém, enquanto outro que sofreu uma fratura leve na perna acredita que seu dinheiro pode comprar um atendimento prioritário. A unidade também tem suas figuras carimbadas, como a hipocondríaca D. Dercília (Ângela Rabelo), que cisma ter um problema de saúde, e o Sr. Rivaldo (Emiliano Queiroz), que vive no hospital e se recusa a levantar da cama com medo de perder sua maca.


Na correria do trabalho, Dra. Carolina se vê diante da teimosia do cantor e compositor Antenor (Monarco), que não lhe dá ouvidos e se recusa a fazer uma cirurgia que o faria perder a voz. Ele tem um câncer avançado que toma conta da região da laringe. Além disso, ela precisa se desdobrar para retirar um papelote de droga do estômago de um garoto, irmão de um traficante da região. A vida dele está em suas mãos e ela ainda precisa realizar o parto de urgência da grávida que chegou mais cedo.


Temas reais


A série, concebida a partir do filme que Andrucha Waddington dirigiu no ano passado, traz para discussão diversos temas pautados na realidade e cujo debate tem extrema importância para a sociedade. Ao terminar cada episódio serão apresentadas cartelas informativas sobre os temas


Ontem, a doação de sangue foi enfocada no depoimento da médica Marcelli Tainah Marcante, que falou sobre resiliência e as dificuldades da profissão enquanto ser humano. Ela relembrou um plantão em que teve que dar a notícia da morte de um paciente de 16 anos à sua mãe, na véspera do Dia das Mães.


“Sob Pressão” irá ao ar sempre às terças-feiras, após a novela “A Força do Querer”.




Compartilhe