Blog

Pesquisa: brasileiro se informa antes de comprar suplementos e vitaminas

Pesquisa: brasileiro se informa antes de comprar suplementos e vitaminas

Os brasileiros têm o hábito de se informar antes de comprar suplementos e vitaminas. Segundo pesquisa Mintel, 52% dos shoppers do país que compraram esses produtos nos últimos doze meses afirmaram pesquisar on-line, 48% revelaram ler rótulos e 41% disseram perguntar ao farmacêutico/vendedor antes de comprar vitaminas e suplementos.


Essa prática dos consumidores, de pesquisar antes de adquirir produtos da categoria, pode indicar que eles têm dúvidas sobre os impactos que a ingestão de determinados tipos de suplementos e vitaminas têm no corpo e quais os produtos e marcas mais indicados para determinado objetivo. Por isso, procuram coletar o máximo de informação possível antes de efetuarem a compra, para se assegurarem que estão fazendo a escolha certa e um bom investimento.


O Relatório Mintel Vitaminas e Suplementos também indica que 34% dos brasileiros disseram que se sentiriam motivados a começar a consumir mais suplementos e vitaminas caso soubessem mais sobre os benefícios deles para a saúde.


Portanto, a oportunidade para que as empresas desenvolvam mecanismos que ajudem os consumidores a ter mais conhecimento sobre os benefícios proporcionados pelas vitaminas e suplementos, estratégia que pode contribuir para fornecer mais segurança sobre a compra.


Oportunidades na fidelização de suplementos e vitaminas


Cerca de um em cada três consumidores é fiel à marca nesta categoria. De acordo com a pesquisa da Mintel, 35% dos consumidores disseram “eu geralmente escolho as mesmas marcas toda vez que compro suplementos e vitaminas”.


Além disso, apenas 9% dos consumidores dizem estar sempre procurando novidades do segmento para experimentar. Assim, ao que parece, após realizarem a pesquisa e realizarem a escolha, os usuários tendem a não trocar de produto.


A Mintel percebe que esse comportamento abre espaço para que as empresas apostem no formato de assinatura, que garante a compra recorrente de suplementos e vitaminas que já são parte da rotina dos consumidores.


Além de oferecerem maior praticidade, evitando possíveis esquecimentos na hora de repor os produtos, asseguram que os consumidores manterão a compra da mesma marca.


Outro relatório da Mintel sobre Produtos Farmacêuticos indica, inclusive, que 27% dos brasileiros teria interesse em usar “serviços de assinatura de farmácias que oferecem produtos mensalmente mediante pagamento de uma taxa mensal (exemplo: vitaminas)” e 8% dizem já fazer o uso desse tipo de comodidade.


Fonte: Guia da Farmácia


 Leia também: uso de nanofarmácos pode ser eficiente para tratar doença de pele