Entretenimento Medicina e Saúde

Como escolher seu jaleco

Como escolher seu jaleco

Como escolher seu jaleco? Você sabe responder a essa pergunta? O jaleco, uniforme e instrumento de trabalho do médico, é peça primordial para os plantões e atendimentos. Tanto para quem já está ingressado no mercado de trabalho quanto para aqueles que estão começando a exercer a Medicina agora, a escolha do jaleco exige atenções e recomendações especiais que devem ser avaliadas na hora da compra.

Além do design e acabamento do jaleco, outros fatores devem ser levados em consideração, já que é um instrumento de proteção individual e possui algumas normas que devem ser seguidas. Usado para identificação e escudo de agentes infecciosos, sua escolha deve ser feita com responsabilidade.

Para retomar suas atividades em 2019, que tal escolher um jaleco novo e que seja adequado? Separamos dicas e esclarecemos dúvidas que podem surgir na hora de escolher seu novo uniforme de trabalho. Confira:

Veja agora como escolher seu jaleco:

Medidas e tamanho

Antes mesmo de escolher o tecido e modelo do jaleco, o primeiro passo é olhar o tamanho e as medidas adequadas para o seu corpo. Deve-se verificar pontos importantes e que irão atender corretamente ao seu biotipo.

Como escolher seu jaleco - Medidas e tamanho

(Imagem: Dr. Jaleco)

1- Busto

O busto é a principal medida do corpo e para as médicas ele servirá como base para o tamanho certo da peça. Como critério de definição, vale medir a circunferência com uma fita métrica. Para jalecos femininos é recomendável deixar uma folga, variando de 3 a 6 cm de busto. Por exemplo, se você possui 90 de busto, não compre um jaleco PP – que geralmente possui 92 cm -, e sim investir no tamanho P (96 cm). Para os homens, recomenda-se uma folga de 6 a 10 cm na região.

2- Cintura

Para obter as medidas corretas da cintura, é necessário calcular a parte mais fina da barriga, um pouco acima do umbigo. Essa observação não é necessária para jalecos masculinos. Para o público feminino, recomenda-se uma folga de 3 a 6 cm.

3- Quadril

Os tamanhos do quadril são retirados na parte mais larga das nádegas. Esta medida não é tão importante como o busto e a cintura, a menos que seu quadril seja mais largo. Para essa área, a peça possui atenções especiais na fabricação para que o deixe mais confortável entre movimentos e locomoções.

4- Altura

Meça sua altura com a coluna bem ereta (peça ajuda para outra pessoa). Coloque a fita métrica no início do pescoço e desça até acima dos joelhos (para mulheres) e abaixo dos joelhos (para homens). Se o jaleco ficar 5 cm mais curto ou mais longo, não fará tanta diferença.

5- Costas

Essa medida é necessária apenas para os homens. Para obter as circunferências corretas, meça um pouco abaixo dos ombros, como na imagem. Pelo tamanho e resultados nas dimensões do busto já é possível estabelecer a compatibilidade com as costas. Até 5 cm maior, não haverá problemas no caimento do jaleco.

6- Manga

Toda a atenção na manga será essencial, o mais recomendável é que seja longa auxiliando na proteção do profissional. A medida deve ser tirada com o braço esticado, começando pela ponta do ombro e se estendendo até o início do polegar.

Sugestão: Dr. Jaleco

Tecidos

O jaleco ideal para os plantões deverá ser bem escolhido e é importante pensar em qual tecido ele deve ser confeccionado. Com o avanço da tecnologia e as novidades na indústria têxtil, muitas opções estão disponíveis.

Durante a escolha, é necessário levar em conta alguns aspectos, como: durabilidade, conforto, estética, custo, resistência, tecidos sustentáveis e tecnologia antimicrobiana. Conheça os tecidos mais utilizados:

1- Oxford

100% Poliéster. Com bom material, o tecido é resistente, não amassa fácil, não encolhe e possui baixo custo. É recomendado para médicos e profissionais que trabalham poucas vezes na semana e em lugares refrigerados, já que este material pode ser quente.

2- Oxfordine

Também conhecido como Oxford de verão, é derivado do tecido citado acima. Sua principal característica é a grande porcentagem de algodão, apresentando maior durabilidade, leveza e suavidade, sendo ideal para as regiões mais quentes. Seu custo é maior que o Oxford tradicional.

3- Gabardine

Com sua composição e tecnologia avançada, o tecido permite uma maior leveza, troca térmica e a estética mais elegante. Apresenta boa durabilidade e um excelente caimento. O preço é mais alto que os outros tecidos, porém com uma qualidade diferenciada.

4- Microfibra

Leve e fresco, o tecido deixa a peça muito elegante. É a escolha de muitos profissionais por conta do conforto. Entretanto, em meio a estas vantagens, o tecido amassa com mais facilidade. Custo baixo.

5- Sarja de algodão

Composto 100% de algodão, o tecido possui ligamento de fios na diagonal, sendo resiliente, maleável e impermeável à sujeira. Em relação aos outros, é mais pesado. Ideal para médicos que trabalham com menos frequência. Seu custo é variado.

Leia mais: Qual o tecido ideal para meu jaleco?

+ Características

Além das informações essenciais e já citadas, alguns detalhes podem ser importantes e darão um acabamento final em seu uniforme. Observar golas, pulsos e os bolsos podem ser um diferencial na estética do seu jaleco.

A cor mais usada é o branco, principalmente para os especialistas já atuantes no mercado de trabalho, representando a norma padrão seguida pela maioria dos cursos e profissões ligadas à área da Saúde. Em alguns ambientes de estudos ou trabalhos, alguns jalecos coloridos são permitidos, como o azul marinho, rosa bebê e o azul celeste.

Para a proteção, às golas podem servir como ótimo apoio. Entre as mais usadas estão:

  • Gola tradicional ou esporte: Essa é a mais tradicional. Segue o modelo das camisas comuns. Fechada na região frontal em formato de V;
  • Gola xale: Corte arredondado. Muito usada em jalecos femininos;
  • Gola smoking: Gola arredondada para jalecos masculinos. Ideal para usar com gravatas. Esse modelo tem cada vez mais ganhado espaço nos consultórios;
  • Gola Padre: É a gola que garante maior proteção ao profissional. Vai até o pescoço, evitando qualquer contato de substâncias contaminadas com a pele do médico. Para quem é adepto da customização nos jalecos, ela funciona como ótimo espaço para bordados, aviamentos coloridos ou rendas.

Como escolher seu jaleco - Características

Na hora de investir, opte por jalecos de punho, para evitar o risco de contato com agentes contaminantes. Os punhos ainda impedem que a manga enrosque em instrumentos, evitando acidentes.

Por fim, os bolsos se tornaram seu maior aliado, funcionando como ótimos auxiliares para guardar equipamentos, medicamentos e outros itens. Os modelos tradicionais de jalecos possuem três bolsos: um no peito e dois frontais na altura do quadril. Para inovar, vale criar novos bolsos, que darão um ar mais moderno para seu jaleco, como os bolsos duplos, diagonais e embutidos. É importante destacar que os bolsos devem estar sempre limpos, evitando acúmulo de agentes contaminadores.

Assista: O que bordar no jaleco? 

Identificação

Agora que você aprendeu como escolher seu jaleco, saiba como ele deve ser identificado.

O jaleco, além de proteger, é uma forma de identificar os profissionais de saúde, ajudando os paciente a reconhecerem os médicos e enfermeiros. Pensando assim, o Conselho Federal de Medicina (CFM) estabeleceu com a resolução n° 2.069/2014 que os graduados em Medicina devem indicar na vestimenta seu nome e o termo “Médico” em letra maiúscula. Já para quem possui especialização, acrescenta as mesmas informações e depois da palavra “Médico” indicá-la em caixa alta.

O uniforme é a simbologia da profissão! Com ele é possível passar maior credibilidade e profissionalismo. Dentre as recomendações estabelecidas, o jaleco deve ser usado de forma correta e nos lugares devidos. Usar a peça fora do ambiente de trabalho, além de proibido, pode trazer implicações financeiras.

De acordo com a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o uso dos jalecos fora dos ambientes de trabalho possibilita o risco do contato com agentes contaminantes. Em alguns estados, já é cobrada uma multa para quem for pego usando-o em locais públicos.

Higienização

Após as dicas de como escolher seu jaleco corretamente, a higienização será necessária durante o trabalho o cotidiano. Para evitar o transporte de microrganismo, será primordial dar uma atenção na lavagem da vestimenta.

Uma boa dica é deixá-la de molho durante uma hora, em uma solução com hipoclorito e água. Na sequência, faça a lavagem normalmente com sabão e água e, por último, coloque durante alguns minutos para descansar em uma solução de álcool e água.

Com o jaleco certo, a identificação necessária e a higienização adequada, o profissional passará uma melhor imagem ao paciente. Para quem ama o que faz, o investimento na peça será não mais que um custo, e sim um gesto de afeto e admiração pela Medicina.

Assista: Jaleco: veja como usar e lavar corretamente

Por fim, esperamos que tenha aprendido como escolher seu jaleco. Bom trabalho!

Você pode se interessar por