Blog

Série “Sob Pressão” - 9º Episódio da 2ª temporada

Série “Sob Pressão” - 9º Episódio da 2ª temporada


No capítulo anterior, um prédio desaba nas redondezas do hospital e os feridos chegam ao Luís Carlos Macedo. Histórias e surpresas entre as vítimas movimentam o hospital. Carolina, preocupada, decide jogar os medicamentos de Evandro fora.


No novo episódio, Mãe e filho feridos por um rojão chegam ao pronto-socorro. Após briga com Renata, Samuel passa mal e é socorrido por Carolina.


Saiba as surpresas da nova temporada, clicando aqui. Se preferir, veja (ou reveja) o que aconteceu na primeira temporada da série “sob pressão”.


Capítulos anteriores



Veja o que aconteceu no 9º Episódio da 2ª Temporada da série “Sob Pressão”


Veja o que aconteceu no 9º Episódio da 2ª Temporada da série “Sob Pressão”


Com 45 minutos de duração, a rede globo liberou o 9° episódio da série médica  “Sob Pressão”. A trama se iniciou com a reunião de uma família (pai, mãe e filho) em um bar do Rio de Janeiro, para assistirem a um jogo de futebol da seleção brasileira. Animados com a partida, o pai chama ao filho para soltar um rojão em símbolo de comemoração. O garoto nega o pedido da figura paterna, porém é obrigado a segurar mesmo assim. Ao acender o foguete, a mãe do garoto briga com o marido quando resolve tirar o utensílio das mãos do filho. Tarde demais, já aceso a situação se complica e acontece a explosão.


Mais um plantão e novos pacientes


Do outro lado da cidade, Evandro tenta se recuperar dos problemas psicológicos e da abstinência dos medicamentos. Prontos para mais um plantão, a equipe médica do hospital recebe a mulher ferida pelo rojão que é direcionada imediatamente para a sala cirúrgica.


Dr. Evandro já recebe um novo paciente que chega na ambulância. Ivanilton, 28 anos, foi alvo de um facada. O médico apura as informações com o homem que se apresenta em estado grave.


Novos rumos do pronto-socorro


Dr. Décio comemora a chegada de novos medicamentos e ferramentas ao estoque do hospital. O ex-diretor, Samuel, continua implicando com Renata - atual diretora. O médico elogia a liderança e assume que após a entrada da executiva novos rumos foram tomados para a saúde do ambiente.


Prontuário dos pacientes


Na sala cirúrgica, Dr. Charles e Dr. Evandro avaliam a situação de Ivanilton. Na sala 02, a operação para a reconstrução da mãe da mulher vai bem encaminhada por Drª Carolina. Acompanhada, Dr. Henrique confronta a médica e diz que as soluções para salvar a mão da paciente são mínimas.


Com novidades, Jaqueline - enfermeira vai ao encontro da família que espera por notícias na recepção. Ao saber da possível perda da mão da esposa, o marido se choca e se lamenta pela brincadeiras de mau gosto no bar.


Ian, o menino de 08 anos, segue preocupado com a mãe e fica triste pelos corredores do Macedão. Preocupada com o garoto, Jaqueline pede ajuda de Dr. Décio para examiná-lo. Após averiguar a situação, o médico descobre que o pequeno sofreu uma perfuração traumática do tímpano por conta do barulho da explosão.


Cargo de Renata em risco


O clima é tenso no encontro de Renata e Samuel. A líder diz ao médico que pretende trabalhar com a melhor equipe do hospital e que ele não faz parte dos planos futuros do lugar. A gestora diz que não irá prejudicá-lo e que o ajudará com sua aposentadoria.


Insatisfeito com a possível demissão, o ex-diretor se revolta e mostra a gravação feita por ele na última conversa. Renata se surpreende com a gravação! O médico afirma que se a gestora não deixar o hospital, o áudio será vazado para a imprensa e sua vida arruinada.


A executiva não aceita as chantagens de Samuel. Renata joga na mesa os investimentos superfaturados do homem no passado e diz que seus esquemas ilegais também irão vazar caso aconteça algo com ela.


Assuntos a serem esclarecidos


Renata vai ao encontro de Roberto - representante da secretaria de saúde (SS) e conta o ocorrido. O clima é de preocupação.


Samuel vai até a sala cirúrgica e tenta conversar com Dr. Evandro. Sem tempo, o médico segue para a retirada da faca em Ivanilton e afirma ao amigo que o assunto ficará para depois.


De volta ao passado


Uma senhora chega ao hospital e procura por Dr. Samuel. A idosa, diz que o médico atende seu marido e que frequenta o lugar todos os dias. O profissional fica confuso e afirma que deve ter acontecido algum engano, pois ele não atende a 15 anos na emergência. Além disso, Dona letícia afirma que seu marido foi internado pelo médico neste ano, para ela o ano é 1992. O médico procura sua equipe e pede auxílio para fazer avaliações neurológicas na mulher.


Algum tempo depois, o hospital consegue contato com a irmã de dona Letícia. A idosa possui Alzheimer. A doença neurodegenerativa provoca o declínio das funções cognitivas, reduzindo as capacidades de trabalho e relação social e interferindo no comportamento e na personalidade da pessoa.


Ao encontro da irmã, a idosa consegue ser convencida e retorna para casa. Dr. Samuel às auxilia para o combate da disfunção.


Ações irresponsáveis


Tudo ocorre bem na cirurgia com Ivanildo. Drª Carolina que liderava a operação com a vítima do foguete, vai ao encontro do marido da mulher e afirma que tudo foi feito para a recuperação. Porém, ela perdeu seu dedo anelar ( local onde se usa a aliança).


O homem chora e se desespera após saber o ocorrido com a amada. Juntamente com o filho, segue ao encontro da paciente. A mulher não consegue perdoar o marido por causa brincadeiras e a por ter a feito perder um de seus dedos. Entrega a aliança ao homem. O casal se separa.


Renata nega ajuda a Dr. Samuel


A diretora do hospital conversa novamente com Samuel, e tenta convencê-lo a rever tudo que foi dito na última conversa. A chefe não consegue induzir ao médico a esquecer as ações corruptas e diz que colocará todas as provas em jogo.


Para surpresa de Renata, Samuel passa mal e necessita de insulina, o homem possui Diabetes. No bolso a mulher pega o medicamento para ajudá-lo, mas toma uma decisão contrária. A executiva, resolve não aplicar a substância e pega o celular com as gravações que a incrimina.


Renata pega o que lhe interessa e pede ajuda. Os doutores Evandro e Carolina chegam a sala e se mobilizam para salvar a vida do amigo e companheiro de trabalho. A vida do ex-diretor corre risco!


Acusações a Carolina e a perda do ex-diretor do pronto-socorro


Renata ainda preocupada com a situação, não se tranquiliza! Samuel está internado no CTI, a gestora segue em direção ao ambiente e troca os medicamentos. A mulher se propõe de todas as formas para se salvar das provas que mostram suas irregularidades.


Carolina que está acompanhando o processo do ex-diretor, vai até a sala para aplicar os medicamentos ao amigo. Em questão de segundos após ser medicado, o seu estado piora. Dr. Evandro chega para ajudar e se desespera com a mudança repentina no caso. Nenhum procedimento adianta, nenhuma reação positiva e Samuel acaba não resistindo.


Dr. Evandro examina e descobre as causas da morte. Indignado pelo suposto erro de Drª Carolina, grita com ela e a acusa como principal motivo da perda de Samuel. A profissional confronta o marido e diz que não errou: “Eu conferi a medicação”.


Luto no Hospital Luís Carlos Macedo


Em luto, toda a equipe do hospital aplaude o amigo, médico e ex-diretor da emergência. O adeus é emocionante.


Para Evandro, Drª Carolina segue sendo a “culpada” pela morte. Mais uma vez, a médica afirma não ter trocado os medicamentos. Indignada, entrega as alianças ao médico. “Se você não confia em mim, eu também não posso confiar em você”, afirma a profissional.


Em torno do episódio, a série alerta para alimentação saudável, atividade física e controle de peso para que se evite o Diabetes. Na dúvida, procure um profissional de saúde. . Saiba mais clicando aqui.


Episódios disponíveis no Globo play.




Compartilhe