Blog

Novembro Azul combate Câncer de Próstata

Novembro Azul combate Câncer de Próstata


Depois do Outubro Rosa, com o alerta para as mulheres acerca da importância da prevenção contra o câncer de mama, agora é a vez dos homens. A saúde masculina entra em um foco especial, neste mês, por conta da campanha Novembro Azul, impulsionada pela parceria entre a Sociedade Brasileira de Urologia e o Instituto Lado a Lado pela Vida, com o apoio de instituições públicas e privadas.


O movimento é comemorado em todo o mundo e foi iniciado na Austrália, em 2003, com a denominação Movember, união das palavras “moustache” (bigode) e “november” (novembro), ambas em inglês. 


De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), a doença é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens brasileiros. Estima-se que mais de 68 mil novos casos do câncer aconteça ainda este ano.  As maiores vítimas são homens a partir dos 50 anos, além da presença da disfunção pelo grau de hereditariedade, como pai, irmão ou filho.  


O objetivo do Novembro Azul


objetivo 


Um dos objetivos do movimento na luta contra o câncer de próstata é desmistificar a doença, dar um basta no preconceito e incentivar os homens a cuidarem melhor da saúde. A campanha visa ainda chamar a atenção para a importância dos cuidados preventivos, principalmente para o exame de toque, ainda hoje um símbolo de resistência a ser quebrada.


O Alcance do Novembro Azul


azul-na-cidade


Diversas ações serão realizadas no decorrer do mês, a fim de chamar a atenção para a campanha, com pontos turísticos de diversas cidades sendo iluminados de azul, assim como os locais mais frequentados pelo público feminino, como os estádios de futebol.


Com o objetivo de alcançar o maior número de homens, as ações são promovidas em espaços específicos. Aderindo o movimento ao dia a dia do indivíduo, a missão visa combater os casos e orientar a população masculina a cuidar melhor da saúde e entrar para o calendário nacional de prevenção. 


Histórias inspiradoras



O hospital Alemão Oswaldo Cruz criou a campanha #ConhecerParaVencer, nela eles produziram relatos de homens e famílias que passaram pelo câncer de próstata. Com momentos de  amor, atenção e cuidados nas histórias a cima. 


Prevenção e Preconceito


prevencao


Como a principal forma de prevenção é realizando exames de rotina, a recomendação é que os homens  façam o exame de sangue PSA, que mede a dosagem do antígeno prostático específico, ingrediente do sêmen produzido pela próstata. Se houver alguma alteração, o passo seguinte é a realização do procedimento de toque.


Apesar do bloqueio, alimentado e estigmatizado pelo preconceito, é preciso entender que tal procedimento é fundamental na prevenção do câncer de próstata. É rápido, durando menos de 15 segundos, e praticamente indolor.


Sobre o Câncer de Próstata


cancer-de-prostata


Os riscos da enfermidade crescem quando se verifica sua incidência no histórico familiar, desequilíbrio hormonal da testosterona, idade acima de 50 anos, obesidade, sedentarismo e alimentação inadequada.A incidência maior se registra nos homens da raça negra.


O câncer de próstata não é possível de ser evitado, contudo, pode ser diagnosticado precocemente, daí a importância de serem realizados os dois exames que são complementares, o de toque e o PSA. A doença, se descoberta em estágio inicial, tem aproximadamente 90% de chances de cura.


É importante ressaltar que os homens que tiverem histórico de câncer na família devem iniciar o acompanhamento mais cedo. Nesses casos, o ideal é que as operadoras de plano de saúde façam o mapeamento da população para identificar beneficiários com potencial para desenvolver a doença.


 No Brasil, o tumor fica atrás apenas do câncer de pele (não-melanoma). As estatísticas revelam que, a cada seis homens, um é portador da doença. Em valores absolutos é o sexto tipo mais comum no mundo, com cerca de 10% do total de cânceres. Segundo o INCA, no país a cada 38 minutos morre um homem com o câncer de próstata. 


Pesquisa


pesquisa


O preconceito não se verifica apenas no Brasil. Segundo a pesquisa realizada pela Coalizão Internacional para o Câncer de Próstata (IPCC, na sigla em inglês), 47% dos homens com a doença em estágio avançado desconhecem e sequer se importam com os sintomas, não comunicando aos médicos e perdendo tempo para iniciar o tratamento e aumentar as chances de cura.


A pesquisa não incluiu o Brasil e abrangeu 900 pacientes e 360 cuidadores de 10 países: Alemanha, Reino Unido, França, Espanha, Itália, Holanda, Estados Unidos, Japão, Cingapura e Taiwan. Conforme a Organização Não-Governamental Cancer Care, da Grã-Bretanha, 1,1 milhão de homens são afetados pelo câncer de próstata, que provoca 307 mil mortes em todo o planeta a cada ano. É a segunda neoplasia mais frequente em homens, depois do câncer de pulmão. Ainda segundo o estudo, cerca de 10% dos pacientes chegam na consulta pela primeira vez já com o tumor espalhado para outras regiões do corpo.


Detectar os sinais pode não ser tão simples, uma vez que os sintomas não são específicos. A pesquisa apontou os mais recorrentes que afetam os homens: cansaço (86%), dores nas costas (82%), dor generalizada (70%), fraqueza (67%) e dificuldade para dormir (62%), além da incontinência urinária.


 O Portal Minuto Saudável publicou um artigo completo sobre a doença, exemplificando e retratando os conceitos técnicos . Para ler, acesse aqui. 


Adote a campanha dentro da sua clínica/consultório


Adote a campanha dentro da sua empresa


Trabalhar  com campanhas mundialmente conhecidas é uma excelente ferramenta de combate e conscientização dentro do ambiente profissional. Aderindo a causas, como o Novembro Azul, faz com que o estimula pelo conhecimento e aprofundamento do tema faça parte de sua equipe. Além disso, você educa os colaboradores sobre os exames e tratamento e reforça para a divulgação e emancipação de um movimento conhecido em todo o mundo. 


Listamos abaixo 10 ações e ideias criativas de  trabalhar o Novembro Azul dentro da sua organização de saúde. Confira!


1 - Demonstre preocupação com os funcionários


Demonstrar a preocupação com o colaborador da sua empresa é uma forma justa e de valorização aos serviços prestados.  Alerte aos funcionários sobre as campanhas aderidas por sua empresa. Oferecer conhecimento, pertencimento e valorização é uma maneira de reconhecer a importância e apreço dos servidores ao local.


2 -  Fortaleça a Cultura Organizacional


Como citamos a cima, é necessário trabalhar com campanhas e inserir seus colaboradores a elas. Trabalhe com causas como a do Novembro Azul, afim da conscientização dos setores, na construção de princípios que formam a identidade da empresa e o fortalecimento cultural e humanitário da instituição. 


3- Promova um ambiente de bem-estar


O clima da empresa será essencial para a produtividade. Pessoas que trabalham satisfeitas e alegres com o ambiente passam a serem mais engajadas nas ações corporativas.


4-  Construa uma cartilha de conhecimento


Além da divulgação externa da sua empresa, a comunicação interna também é indispensável. Para o Novembro azul, crie e distribua uma cartilha com informações básicas e essenciais sobre o câncer de próstata. O INCA, disponibiliza em seu portal uma cartilha explicativa por especialistas, o que pode ajudar na construção da sua.


5- Palestra com um Profissional


Reúna seus colaboradores, principalmente os homens, e convide um profissional da área da saúde para falar sobre o câncer de próstata. você pode optar em abordar o tema de um modo mais descontraído, como por exemplo, escolhendo um profissional de comédia para a realização de stand-up temático. 


6- Coffee Break


Por que não oferecer um café da manhã ou um lanche da tarde para reforçar a importância da campanha? Essa pode ser uma forma de trabalhar o Novembro Azul e frisar a responsabilidade social da empresa.


7- Decoração Especial


Tenha ideias e decore o ambiente de trabalho com elementos que remetam a cor tema do mês. Use balões, fitas, cartazes, faixas e até mesmo um wallpaper para os computadores, que tal?


8- Acessórios


Entregue aos servidores um laço azul  (símbolo da campanha)  para usarem nas camisetas, bolsas e afins. Além disso, você pode confeccionar bottons, camisetas, bloquinhos de anotações, canetas e entre outros. 


9-  Conscientização solidária


Trabalhe a campanha e a conscientização, juntamente, com uma ação social. Proponha aos colaboradores a doação de produtos de higiene masculinos, ou então peças de roupa e alimentos para serem entregues a instituições beneficentes da sua cidade. 


10-  Mídias sociais


Nada mais eficaz que a promoção de uma campanha pelas redes sociais. Invista em campanhas de marketing dentro das mídias digitais compartilhando as ações propostas pela sua empresa. Divulgue as atividades realizadas, a adoção da equipe a campanha social e entre outros. Os espaços na internet podem ser muito bem aproveitados, além de promover uma visibilidade positiva para sua organização. 


 




Compartilhe