Blog

Ter um Blog pode fidelizar e atrair pacientes

Ter um Blog pode fidelizar e atrair pacientes


Sim, um blog pode ajuda-lo a atrair e fidelizar pacientes. Você já deve ter ouvido vários comentários sobre profissionais, em diversas áreas do conhecimento, que se destacam em sua área por manter um blog exatamente sobre o que domina. Se você já gosta de escrever e tem um bom domínio do Português, melhor ainda.


Se não tem, delegue esta tarefa para um profissional ou repasse para que ele revise todos os seus escritos. O que você não pode deixar passar em branco é a oportunidade de ocupar um importante espaço na internet para divulgar seu conhecimento científico e o trabalho realizado em sua clínica/consultório.


A seguir, elaboramos algumas dicas para que possa produzir um Blog capaz de cativar as pessoas, de maneira informativa e educativa, tornando-as possíveis clientes.


1 – Ética e correção


É importante começar delimitando logo suas intenções, seguindo à risca as recomendações do Conselho Federal de Medicina (CFM) e do seu Código de Ética.


Esteja atento para não ferir os limites ali determinados com a utilização de um marketing agressivo e/ou uma superexposição pessoal sua e/ou de seus pacientes.


2 – Sobre o que escrever?


O Blog não é sobre a sua pessoa. Não escreva sobre você. Na página, coloque em algum espaço de destaque apenas um breve currículo e uma rápida descrição sobre os serviços que sua clínica/consultório oferece. Não vá além disso.


Escreva, preferencialmente, sobre sua especialidade. Assim, a partir das consultas, elabore uma lista das Questões Mais Frequentes e dos temas que mais afligem seus pacientes, além de assuntos que você perceber que estão no noticiário com mais frequência. Esteja atento para urgências que possam estar ligadas à sua área e que estão ocupando grande espaço e tempo na mídia.


3 – Posts


Depois de estabelecer sua lista, prepare os textos, já estudando quanto tempo seria necessário entre sua elaboração e a publicação. Delimite um período para renovar os temas e procure sempre colocar fotos, ilustrações ou vídeos para chamar a atenção de quem chegar ao Blog.


4 – Linguagem


Não use uma linguagem impregnada de academicismo. Você não está escrevendo uma tese. Quando for necessário, troque em miúdos, explique os termos mais complicados e exemplifique sempre que possível. Pense no nível de escolaridade e esteja atento para como as pessoas se expressam. Simplifique, não complique.


5 – Tamanho do texto


Cada post deve falar de um tema específico, mas isto não significa que você deve esgotar o assunto de uma única vez. Terminado o texto, marque o seu tempo de leitura e tenha como parâmetro nunca ultrapassar cinco minutos.


6 – Títulos


Se não tiver muitas ideias, peça ajuda para amigos, solicite a opinião de colaboradores, como a secretária. Procure inspiração em jornais e revistas, optando por títulos que realmente sejam capazes de atrair a atenção das pessoas.


Você leria uma matéria com o título que idealizou? É importante ressaltar que o Google só mostra apenas os 50-60 caracteres de um título nos resultados de pesquisa.


7 – Resultados de pesquisa


Como você, provavelmente, não dispõe dos conhecimentos e tempo suficientes, contrate uma empresa de marketing para que possa verificar suas métricas, mensurando e analisando o alcance e os resultados por suas publicações.


Os profissionais da área específica também poderão aconselhá-lo sobre as melhores formas para impulsionar seus posts, fazendo com que seu Blog apareça em maior destaque nos sites de busca, como o Google.


8 – Organização e destaques


Com os resultados em mãos, organize todos os posts publicados em uma área da página e, em outro, selecione os 10 mais acessados. E não se esqueça de reservar uma área para que os internautas possam fazer buscas por palavras-chave.


9 – Programação visual


Faça um Blog atraente no visual e na forma das letras. Privilegie os espaços em branco, impedindo que uma imensa massa de texto assuste e espante seus leitores. Coloque em negrito tudo aquilo que julgar de maior relevância para o seu leitor/paciente/cliente.


Estabeleça parcerias relevantes e importantes, que tenham afinidade com sua área de trabalho. Disponibilize links para posts relacionados aos seus temas, seja interna ou externamente.


10 – Divulgação


Não permita que seu Blog sofra descontinuidade e acabe relegado ao esquecimento. Divulgue-o com a supervisão de profissionais especializados. Utilize as redes sociais e os fóruns de discussões, anexe seu endereço nos e-mails e envie os posts para formadores de opinião.


11 – Opiniões e dúvidas


Deixe um canal aberto para que seus leitores possam manifestar suas opiniões e enviar dúvidas, além de sugerir temas para futuras abordagens. Assim, seu Blog só tenderá a crescer.




Compartilhe