Blog

Retrospectiva Medicina e Saúde 2017

Retrospectiva Medicina e Saúde 2017


O ano que termina deixa como legado importantes descobertas científicas na área médica, além de abrir o caminho para consolidar novas conquistas.


No mundo


Um anúncio fundamental foi da nova técnica que permite a edição do DNA de embriões humanos. O método Crispr-Cas9 é um dos maiores avanços recentes e, resumidamente, significa poder “recortar" o DNA de forma barata e rápida. Algo tão assombroso que deixa a comunidade científica receosa, pois a técnica envolve um longo debate ético com relação a esta modificação genética.


Os EUA autorizaram a primeira terapia genética para tratamento do Câncer, aprovaram pela primeira vez uma pílula digital rastreável e anunciaram novas diretrizes para a classificação de pressão arterial alta, agora 13x8 já pode ser considerada hipertensão.


No Brasil


No Brasil, foi registrado o pior surto de Febre Amarela Silvestre da história e declarado o fim da emergência em saúde pública por Zika e microcefalia. Ainda sobre o Zika, cientistas confirmaram que o vírus não é transmitido pela saliva.


A Anvisa aprovou o primeiro medicamento à base de maconha e proibiu o uso de termômetros e aparelhos de pressão com mercúrio.


Confira abaixo os principais fatos na área da saúde que criam expectativas e renovam as esperanças na concretização dos horizontes que se abriram com as inúmeras experiências realizadas por cientistas e pesquisadores em todo o mundo.


Retrospectiva Medicina e Saúde 2017Retrospectiva Medicina e Saúde 2017retrospectiva-medicina-e-saude-2017-3


Em 2018, acompanhe nosso blog e nossas redes sociais para ficar atualizado com todas as novidades que nos aguardam!




Compartilhe