Blog

Nova insulina glargina para tratar diabetes


Já está disponível nas farmácias e drogarias de todo o país mais uma opção de tratamento eficaz e acessível para pacientes com diabetes. Trata-se do Basaglar, a primeira insulina glargina biossimilar do mercado brasileiro, fruto de uma aliança da Eli Lilly com a Boehringer Ingelheim. “O medicamento era requerido por médicos e pacientes e é uma opção igualmente eficiente ao biológico de referência, que, além de mais acessível, oferece um Programa de Suporte ao Paciente para apoiar o diabético em sua jornada de tratamento”, afirma Marcela Caselato, gerente médica de diabetes da Lilly.


Disponível em canetas descartáveis e reutilizáveis, o Basaglar terá um custo 50% menor em relação ao Lantus, medicamento de referência da Sanofi. A aprovação do produto foi autorizada com base em cinco estudos clínicos de fase 1, que estabeleceram a equivalência entre os perfis de farmacocinética e farmacodinâmica do Basaglar e da insulina glargina de referência. Outras pesquisas confirmaram que a eficácia, segurança e imunogenicidade dos produtos são comparáveis, utilizando-se padrões bastante rigorosos de similaridade.


A venda de medicamentos para diabetes representa 25% do faturamento da Eli Lilly. Só no terceiro trimestre de 2017, o Basaglar gerou receita mundial de US$ 145,7 milhões. Nos Estados Unidos foram US$ 115,2 milhões, um aumento de US$ 55,7 milhões em relação ao segundo trimestre deste ano, refletindo a forte aceitação do tratamento.


Fonte: Redação Panorama Farmacêutico




Compartilhe