Blog

Como conquistar e manter a confiança dos pacientes?

Como conquistar e manter a confiança dos pacientes?


Conquistar e manter a confiança dos seus pacientes é fundamental para o crescimento de sua clínica/consultório. É um detalhe importante que precisa ser olhado com atenção, daí a crescente importância do tema “relacionamento médico-paciente”.


A humanização do atendimento é essencial para que você possa ter novas luzes acerca de um diagnóstico, estando atento para motivos emocionais que possam ser a raiz do problema que motivou a consulta.É preciso lembrar que as pessoas são seres individuais e assim devem ser tratados, com todas as suas particularidades.


Procurar ter uma visão holística está hoje um passo adiante de uma simples tendência e pode ser o seu diferencial, proporcionando agregar valores ao seu negócio. Além de dar a cada um a atenção necessária e merecida, você estará se distanciando do perigo da automatização das consultas que se avolumam no correr dos dias.


Além da anamnese


Contornando problemas


Ser um bom ouvinte, procurar não interromper o paciente, responder suas perguntas com paciência e, se for o caso, fazer-lhe perguntas, demonstrando interesse em ajudá-lo a sanar dúvidas e diminuir suas angústias.


Durante a consulta, é importante estar atento para o estado emocional do paciente. Este é o primeiro passo para estreitar o relacionamento, mantendo uma comunicação saudável e que pode se prolongar com reflexos positivos no tratamento, além de reforçar sua imagem como um médico atencioso e capaz, em quem o paciente pode confiar.


Empatia


Como conquistar e manter a confiança dos pacientes?


Caso você não confie tanto na sua memória, anote os detalhes que você julgar importantes e os coloque como observações no prontuário. A próxima consulta, certamente, será mais tranquila e produtiva.


Assuntos triviais poderão fazer parte das conversas, pois é importante saber como seu paciente vive seus dias. Além da necessidade que as pessoas têm de se manifestar sobre suas alegrias e tristezas, você também sai ganhando com este intercâmbio de vivências. Deixe que o paciente fale de si mesmo e seus assuntos favoritos. E o estimule com perguntas que ele sinta prazer em responder.


A empatia é fundamental para que ele colabore com o tratamento. Assim, faça com que ele seja o centro das atenções desde o instante em que entra em sua sala. Uma recepção calorosa e respeitosa é o que ele merece, além de todos os seus conhecimentos médicos.


Contornando problemas


Contornando problemas


Mas, e se o seu paciente está nervoso porque o tratamento não está dando certo? E se já entrou em sua sala falando alto e reclamando da demora e de uma possível desatenção da secretária? Vale aquela conhecida recomendação: “Muita calma nessa hora”.


Sim, de nada vai adiantar levantar a voz, discutir e bater de frente com ele. Com paciência e educação, diga de uma forma convicta que tudo será resolvido e peça para que conte todo o problema, a fim de que você possa solucionar a situação da melhor forma possível.


Não o interrompa enquanto estiver relatando o problema. Somente fale após suas explicações. Então, comece pedindo desculpas pelos transtornos provocados e diga que não houve qualquer intenção em prejudicá-lo, mas que compreende suas reclamações.


É como se você se colocasse em seu lugar ao lhe dizer que certamente sentiria o mesmo desconforto. Suas palavras certamente tranquilizarão o tenso estado emocional do paciente, que passará para o seu lado através da empatia criada, tornando-se mais calmo e agora disposto a ouvi-lo.


Então, juntos, você e ele poderão chegar a um acordo que solucione a questão da melhor forma possível.


Contato pessoal


Como conquistar e manter a confiança dos pacientes?


Você deverá ter em mente que os problemas surgidos devem ser resolvidos pessoalmente e com a necessária paciência.


Em caso de reclamações por e-mail, whatsApp ou telefone, você (ou a secretária, que deverá estar devidamente orientada para esses casos), deve evitar resolver a questão no momento do conflito. O aconselhável é que o paciente seja convidado para ir ao seu consultório/clínica, a fim de que você, pessoalmente, converse e chegue a um acordo.




Compartilhe