Blog

Dia do Enfermeiro de Saneamento


Comemorou-se no dia 1º de julho, o Dia do Enfermeiro de Saneamento, um dos principais profissionais da Saúde que tem como missão viabilizar, através da educação em saúde, meios e soluções alternativas contra a transmissão de doenças e assegurar a salubridade ambiental. Mesmo sendo um direito constitucional, o saneamento básico é um desafio permanente para imensas comunidades que vivem à mercê da falta de condições sanitárias adequadas.


Especialmente nos países em desenvolvimento, como o Brasil, as doenças infecciosas, com destaque para as parasitárias, são uma mazela que requer o trabalho permanente dos órgãos governamentais para promover a inserção de novos hábitos no cotidiano dos desassistidos, a fim de lhes proporcionar uma vida mais saudável.


Contato com a realidade


O Brasil é um país de inúmeros contrastes, com regiões muito desenvolvidas e outras com total carência, privando a população de condições dignas para viver. Dentre os pressupostos da Política Nacional de Saúde do Sistema Único de Saúde (SUS), a Equipe Saúde da Família tem como meta dimensionar a realidade das famílias pelas quais é responsável, detectando os problemas de saúde e as situações de riscos a que estão expostas.


Neste contexto, a Enfermagem desempenha um papel de relevância fundamental, pois a inexistência de saneamento básico é o início de um círculo vicioso que expõe a população a todos os riscos e ao desenvolvimento de doenças como Disenteria Amebiana e Bacilar, Ascaridíase (Lombriga), Esquistossomose, Leptospirose, Hepatite A, Salmonelose e Teníase (Solitária). O Enfermeiro de Saneamento está ligado diretamente a esta realidade, podendo constatar in loco todas as mazelas ao realizar as visitas em cada domicílio, elaborando o mapa em que as famílias vivem sob ameaça.


Sua técnica e sua sensibilidade permitirão desencadear ações educativas em prol da qualidade de vida, delineando caminhos para que os representantes do poder público tomem as providências necessárias. Manter o ambiente saudável é indispensável, uma vez que o saneamento básico e as doenças são questões interligadas, sendo as crianças as mais afetadas com diarreias e vômitos. Todavia, em um ambiente perverso e que propicia a disseminação de moléstias, também os adultos estão expostos.


Profissionais essenciais


O Enfermeiro de Saneamento está linha de frente dos profissionais prontos para encarar este combate. A ele cabe a tarefa de educar e orientar a população acerca das regras básicas para prevenção das enfermidades provocadas pela falta de saneamento básico. Ao conscientizar as comunidades acerca da importância da prevenção dessas doenças, estas pessoas poderão se transformar em agentes multiplicadores de informações, contribuindo para a melhoria do bem-estar da sociedade.


Várias missões


Com suas habilidades técnicas, o enfermeiro detém conhecimentos mais especializados e, com sua formação mais abrangente, possui maior capacitação e conhecimento de medidas de controle para evitar o aparecimento de enfermidades através de campanhas de conscientização, vacinas e imunização. Além disso, há uma prevalência deste profissional nas equipes de Vigilância Epidemiológica dos distritos de saúde. Ele fundamenta sua prática na epidemiologia e na gerência, concentrando suas ações para o controle representado pelas notificações e visitas e para a prevenção.


A ele caberá determinar prioridades conforme os recursos disponíveis, sensibilizar e organizar a participação da comunidade na área da saúde, estabelecer metas, organizar programas, realizar investigações e avaliações. Todo o seu trabalho tem como foco ter em mãos as informações necessárias, disseminando-as da melhor forma, a fim de que medidas efetivas sejam tomadas pelo poder público em benefício da saúde da população.


 




Compartilhe