Blog

Dia da Enfermagem


Sacerdócio e Arte. Não é uma mera profissão, mas uma “Arte de Cuidar”. Comemora-se hoje o Dia Internacional da Enfermagem, efeméride instituída para celebrar o nascimento da inglesa Florence Nightingale, considerada a "mãe" da enfermagem moderna, depois de ter trabalhado no cuidado de soldados durante a guerra da Crimeia, no século 19. Seu desvelo, amor e carinho ficaram como ensinamento para a humanidade, como se fosse um sinal de agradecendo a eles por estes arriscarem suas vidas nos campos de batalha.


Naqueles dias, era chamada carinhosamente de “A dama da lamparina”, pelos colegas de trabalho e soldados de guerra, pois durante a noite ela rondava a enfermaria e os campos para tratar os feridos. Em 1860, fundou a primeira Escola de Enfermagem secular do mundo, na Inglaterra.


No Brasil, a data passou a ser comemorada em 1938, instituída pelo então presidente Getúlio Vargas, sendo comum celebrar a Semana da Enfermagem, de 12 a 20 de maio, com a comemoração do Dia do Auxiliar e Técnico de Enfermagem.


Paixão e técnica



São necessários no mínimo quatro anos de estudos para se alcançar a habilitação profissional. Uma escolha profissional que exige técnica, paciência, ética, disciplina, precisão e muita dedicação. E paixão, amor pela profissão, entrega ao ideal de servir ao próximo, minorando sua dor e trabalhando pela melhoria da saúde de pessoas desconhecidas e que na maioria das vezes nunca viu antes.


Florence Nightingale deixou como herança, além de todo o ensinamento técnico da área, escritos que inspiram aqueles que ainda têm dúvidas acerca de qual profissão seguir, sabendo que a Enfermagem é um trabalho que exige muito, muitas vezes fazendo com que o profissional abra mão de algumas coisas, prazeres e divertimentos, em nome do bem-estar dos pacientes.


Parabenizamos a todos os profissionais de enfermagem pelo seu valioso trabalho!




Compartilhe