Blog

Doutor, você sabe o que é Medicina Integrativa?

 O que é a Medicina Integrativa


A divulgação sobre os preceitos da Medicina Integrativa (“Integrative Medicine”) e o seu crescimento acelerado têm chamado a atenção da comunidade médica mundial, principalmente em decorrência do colapso do sistema de saúde.


O fenômeno se verifica notadamente nos Estados Unidos, que disponibilizam recursos de alta tecnologia, mas que também apresentam um custo elevado para os pacientes.


Os princípios da Medicina Integrativa


A Medicina Integrativa é uma abordagem orientada para um sentido mais amplo de cura, que visa tratar a pessoa em seu todo: corpo, mente e espírito. Enfatiza as relações entre o paciente e o medico, e combina tratamentos convencionais e terapias complementares cuja a segurança e eficácia tenham sido cientificamente provadas.


É importante destacar que ela não rejeita a Medicina convencional e nem o uso de tratamentos complementares, desde que o olhar crítico seja mantido.


A “Integrative Medicine” preconiza mudanças na dieta e recomenda suplementos alimentares, assim como a prática constante de atividades físicas. Para a harmonização do corpo e da mente, alerta que é preciso reduzir a carga de estresse, recomendando a adoção de terapias do corpo e da mente, assim como a utilização de orientações de sistemas de saúde orientais, junto ao das terapias convencionais.


Onde surgiu a Medicina Integrativa


Esta abordagem surgiu no fim dos anos 80 nos Estados Unidos e integra os tratamentos da Medicina convencional com terapias consideradas complementares ou alternativas, cuja a segurança e eficácia tenham sido cientificamente provadas, tendo o médico Andrew Weil como um dos seus principais defensores. Em 1994, ele fundou o Centro de Medicina Integrativa da Universidade do Arizona, que já graduou mais de 500 médicos, além de alguns enfermeiros.


A Medicina Integrativa está presente em mais de 60 centros universitários acadêmicos dos EUA, como Harvard, Arizona, Massachusetts, Mayo Clinic, Cleveland Clinic e Califórnia. Além da instituição no Arizona, ele mantém relações acadêmicas com Harvard e Massachusetts. Ele foi eleito pela revista “Time” uma das 100 pessoas mais influentes do mundo, o que fez reverberar ainda mais sua voz.


Para Andrew Weil, a boa Medicina é a que utiliza todos os tipos de terapias consagradas cientificamente, sejam oriundas da Medicina convencional ou de sistemas médicos tradicionais. Seu pensamento é que a Medicina tradicional seria ideal para contornar crises e situações de emergência e os métodos complementares, recomendados para a prevenção e manutenção da saúde.


Medicina Integrativa e redução de custos


A popularização da Medicina Integrativa está diretamente ligada à redução dos custos. De um lado, coloca a promoção da saúde como principal objetivo do tratamento, analisando com acuidade o estilo de vida do paciente e acreditando no potencial inato de recuperação do seu organismo.


Ao mesmo tempo, disponibiliza tratamentos mais baratos que apresentam resultados tão bons ou melhores que os conseguidos mediante a administração de medicamentos alopáticos e por outras terapias convencionais.


O crescimento desta abordagem está na esteira de uma filosofia que parece ter se perdido no tempo, levando consigo os valores que sedimentaram o exercício da Medicina. A questão do lucro passou a ser bastante questionada pelos que ainda acreditam no sacerdócio e este é o paradigma da Medicina Integrativa que tanto tem atraído os profissionais de saúde, não apenas os médicos.


Medicina Integrativa no Brasil


Ex-aluno do Centro de Medicina Integrativa da Universidade do Arizona, Paulo de Tarso Lima, integra o grupo de médicos e profissionais de saúde que se dedicam à promoção, difusão e implementação da Medicina Integrativa no Brasil e na América Latina.


Foi o primeiro brasileiro a participar de seu programa de Fellowship e, em seu livro Eu Maior , de 2013, abordou a Medicina Integrativa em português pela primeira vez, trazendo assim a nova abordagem tanto para o leigo como para o profissional da área.


Veja aqui entrevista com o médico Paulo de Tarso Lima sobre a Medicina Integrativa



Pós-graduação em Medicina Integrativa


Se você, médico, ficou interessado em saber mais acerca da Medicina Integrativa ou deseja fazer uma pós-graduação, clique aqui para ter as informações necessárias.




Compartilhe