Blog

Depressão é o foco do Dia Mundial da Saúde

Aplicativos que podem ajudar pacientes com Depressão


Neste Dia Mundial da Saúde, 7 de Abril, a Organização Mundial da Saúde (OMS) colocou como tema central de seus debates a Depressão.


Em todo o planeta, a estimativa é de que entre 2005 e 2015 houve um aumento de 18,4% no número total de pessoas atingidas pelo mal, são 322 milhões de pessoas, sendo que no Brasil o número aproximado é de 11,5 milhões. Segundo a OMS, a doença é a principal causa de incapacidade no mundo, contribuindo substancialmente para a carga global de enfermidades.


As estatísticas revelam que a Depressão ocupa a 3ª posição no triste ranking das causas de anos de vida perdidos por doença. Além disso, é um fator determinante na queda de produtividade, com as moléstias vinculadas à Depressão representando um custo de cerca de 1 trilhão de dólares a cada ano.


Aplicativos que podem ajudar pacientes com Depressão


Também a Depressão está no alvo dos desenvolvedores de aplicativos, que unidos a cientistas e professores trabalham para melhorar a vida daqueles que sofrem com a doença. Além de disponibilizarem para os médicos uma ferramenta importante para acompanhar o tratamento de seus pacientes.


1 - Pacifica – Stress & Anxiety


Com um arcabouço psicológico baseado em Terapia Cognitiva Comportamental, é considerado um dos aplicativos mais completos no segmento, podendo ser utilizado também nos casos de estresse e ansiedade.


Possibilita ao usuário marcar as tarefas que conseguiram realizar sem problemas ao longo do dia e propõe exercícios para que possa relaxar e meditar. O app ajuda a quebrar o ciclo de pensamentos negativos e seu uso proporciona o gerenciamento de suas ações e emoções através de um aprendizado diário.


Em inglês, Pacifica é gratuito e esta disponível para iOS, Android e também conta com uma versão para Web.


2 - MindShitf


Este aplicativo foi criado pela ONG AnxietyBC em colaboração com o British Columbia Children's Hospital (Canadá), tendo como objetivo alcançar pré-adolescentes e adolescentes. Contém explicações acessíveis sobre a ansiedade e fornece dicas de como lidar com ela, disponibilizando um diário para o usuário “desabafar”, conselhos e inspirações. Também em inglês, esta disponível para iOS e Android.


3 - Self-Help Anxiety Management (SAM)


Desenvolvido por pesquisadores da Universidade do Leste de Londres (Inglaterra), tem como foco o mapeamento das crises de ansiedade, permitindo assim que os usuários marquem os pontos que os afetaram. Também propõe a realização de exercícios para controlar a respiração e relaxar as tensões.


Disponível em inglês para iOS e Android.


4 - Koko


Projetada por pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e da Universidade Northwest, esta ferramenta usa as mídias sociais e tem como objetivo ajudar pessoas que sofrem de depressão, estimulando-as a construir comunidades de apoio e praticar a técnica de reavaliação cognitiva terapêutica.


Sua sistemática possibilita ao usuário compartilhar um fato que a esteja incomodando e desencadeando um quadro de depressão. Como uma rede colaborativa, semelhante ao Facebook, onde as pessoas manifestam “o que estão pensando”. A partir daí, outras pessoas na rede social poderão ajudar a interpretar e resolver os problemas dos participantes.


As respostas são qualificadas mediante um sistema de votação, existindo um controle sobre a publicação para evitar que o usuário possa ser alvo de algum tipo de abuso. Pesquisador líder do projeto, o norte-americano e doutorando Robert Morris (MIT) acredita que a Internet e os aplicativos móveis são uma excelente oportunidade para a investigação terapêutica. Segundo ele, estes meios permitem que as pessoas com transtornos mentais tenham acesso em tempo real a aconselhamento, apoio e ajuda.


Para saber mais, acesse o site.


5 - MoodTune


Aplicativo concebido pelo professor Diego Pizzagalli, de Harvard, em parceria com a empresa Canterbury Road. Após pesquisar sobre a depressão durante 10 anos, ele assegura que, se o usuário dedicar 15 minutos, todos os dias, para jogar os games disponibilizados no dispositivo, terá uma grande chance de se curar da enfermidade.


Ele destaca que o aplicativo se concentra apenas no tratamento da doença e argumenta que a área do cérebro associada com a depressão é a mesma utilizada pelas pessoas quando precisam tomar decisões rápidas. Assim, caso essa capacidade seja estimulada através de um game, por exemplo, essa área pode ter mais atividade e se fortalecer, minimizando os sintomas da doença.


Para saber mais, acesse o site do aplicativo.


6 - Xpression


App desenvolvido pela El Technologies, empresa especializada em softwares de reconhecimento de voz, destinado ao tratamento de pessoas que sofrem de distúrbios como ansiedade e depressão. O software de reconhecimento de voz e câmera ajuda psicólogos a avaliar os pacientes à distância, após terem acesso aos relatórios diários sobre seus pacientes, emitidos cada vez que eles utilizam seus celulares.


Pelo tom da voz, o algoritmo do app faz a identificação de cinco emoções que o usuário pode estar sentindo: felicidade, calma, tristeza, raiva ou ansiedade. As expressões faciais também são avaliadas, pois diversas fotos são feitas automaticamente assim que a pessoa usa o aparelho para falar com alguém.




Compartilhe