Blog

Dia Nacional da Mamografia



O Dia Nacional da Mamografia, comemorado dia 05 de fevereiro, tem como objetivo sensibilizar as mulheres acerca da importância de realizar o exame para a detecção precoce do câncer de mama, uma das principais causas de morte na população feminina no Brasil, onde são estimados mais de 50 mil novos casos por ano. No mundo, é a principal causa de óbitos, principalmente na faixa entre 39 e 58 anos. Cerca de 1,4 milhão de casos novos dessa neoplasia são esperados anualmente em todo o planeta, o que representa 23% de todos os tipos de câncer.

A doença consiste no desenvolvimento anormal das células da mama, que se multiplicam repetidamente até formarem um tumor maligno. Um ponto importante para reflexão neste Dia Nacional da Mamografia recorre sobre a "aderência” ao exame. Segundo dados do Instituto nacional do Câncer (INCA), 70% das brasileiras entre 50 e 69 anos têm acesso à mamografia – incluindo rede pública e privada. Porém, números da Pesquisa Avon/IPSOS – Percepções sobre o Câncer de Mama – revelam que apenas 20% delas fazem a mamografia ao menos a cada dois anos.

A mamografia é um procedimento médico de diagnóstico por imagem (radiografia), cujo objetivo é examinar e estudar o tecido mamário, através do “Mamógrafo”, capaz de detectar minúsculas lesões, nódulos ou outras anormalidades, mesmo que estas estejam imperceptíveis ao tato. Com o exame é possível identificar os menores indícios de câncer (em uma fração de milímetros).

O Ministério da Saúde recomenda que as mulheres iniciem seus exames a partir dos 40 anos, com intervalos de 1 a 2 anos. Todavia, em casos de mulheres com históricos na família, o que representa em média 10% dos casos de câncer de mama, o ideal é que a mamografia seja realizada já a partir dos 35 anos.

Aplicativos que ajudam na prevenção e tratamento





1- Câncer de Mama: Beyond The Shock


Aplicativo em português que dá suporte à saúde da mulher com o diagnóstico de Câncer de Mama e que está lutando para vencer essa batalha. Gratuito, com uma interface simples e feminina, Beyond the Shock ajuda as mulheres a entenderem melhor a enfermidade ao permitir a troca de experiências entre portadoras da moléstia, proporcionar suporte psicológico às mulheres e possibilitar que tirem suas dúvidas mais frequentes com aquelas que já passaram pela triste experiência. Disponível para iOS e no site da Beyond the Shock.



2- Mamografia App


A plataforma do MamografiApp é bastante simples e seu conteúdo destina-se à prática técnica-científica de estudantes e profissionais da Radiologia. O software disponibiliza imagens, posicionamentos, artefatos, anatomia da mama, conceitos, dicas de livros e espaços para redes sociais, trazendo diversas informações sobre a Mamografia. Disponível para Android



3- Breast and Pec Check


O aplicativo possibilita a identificação de irregularidades com antecedência no corpo da mulher, através das medições realizadas mensalmente e com a recomendação de se realizar exames médicos caso haja necessidade. Tanto homens quanto mulheres recebem orientações acerca da correta execução do autoexame e aqui é bom lembrar que os homens também podem desenvolver o câncer de mama. Disponível para Android e iOS.



4- Outubro Rosa Neo Mama


Trata-se de um aplicativo do Instituto NEO MAMA, que incentiva seus usuários a entrar no movimento “Outubro Rosa” postando selfies. Ele ensina a realizar o autoexame de mama e enfatiza sua importância para se chegar a um diagnóstico precoce da enfermidade. O app atualiza permanentemente as informações acerca do Outubro Rosa e do Instituto NEO MAMA, funcionando de uma forma bastante simples: basta tirar uma selfie, escolher um sentimento positivo e adicionar a marca do “Outubro Rosa”. Depois é só compartilhar com os amigos e participar da corrente em favor do câncer de mama. Disponível para Android .



5- Autoexame das mamas


Aplicativo que disponibiliza um guia detalhado da técnica de autoexame de mama, trazendo uma série de imagens interativas que permitirão ao usuário realizar um exame rápido e eficaz, além de explicar detalhadamente os sinais de alerta para que consulte um médico. O app destina-se a todas as mulheres com mais de 20 anos, que podem desenvolver doenças da mama, mesmo que não sejam tumores. Disponível para Android e iOS.




Compartilhe