Blog

Aplicativo auxilia portadora de necessidades especiais a se comunicar

Aplicativo auxilia portadora de necessidades especiais a se comunicar


Formados em Gestão de Tecnologia da Informação pela Faculdade de Tecnologia do Estado (Fatec), em Tatuí (SP), José Felipe Brito de Medeiros Vieira, Tiago Antônio Rodrigues da Cruz e Tiago Aparecido de Souza trabalham para criar uma startup na área de tecnologia assistiva com o objetivo de aprimorar o projeto Your Voice (O Software Mobile "Your Voice" é um aplicativo customizável que auxilia portadores de necessidades especiais se comunicarem melhor através da tecnologia.).


Eles são os criadores do aplicativo Marina, que permite a comunicação de pessoas com deficiência utilizando dispositivos móveis. Através do toque na tela, o sistema emula o som e facilita a interação. O programa conquistou o 1º lugar na X Feira Tecnológica do Centro Paula Souza (Feteps), em outubro do ano passado.


A inspiração para a ideia surgiu quando perceberam e se sensibilizaram com a luta travada por Marina Oliveira, aluna do curso de Gestão Empresarial da faculdade. A jovem, de 20 anos, é cadeirante e tem paralisia cerebral. A criação do app para ajudá-la a superar as dificuldades diárias foi um sucesso e tornou-se uma solução viável e de fácil uso para todos. Desenvolvido na plataforma Android, em breve estará disponível para os demais sistemas móveis e seu grande diferencial é a customização, pois é feito conforme a necessidade de cada pessoa.


José Felipe explica que inicialmente todas as dificuldades são analisadas para iniciar o aplicativo, a fim de atender cada cliente. Para ele, o trabalho realizado pelo trio é importante por promover a inclusão social dessas pessoas. A constatação do êxito alcançado com o software Marina foi para eles “uma emoção inexplicável”, constituindo “uma imensa honra vê-la utilizar o programa no dia a dia”. Radiantes, eles tencionam incluir o GPS no app e a possibilidade de editar frases, além de também atender autistas e idosos.


Confira a reportagem da TV TEM, afiliada da Rede Globo, sobre o aplicativo Marina.


Como surgiu o aplicativo Marina


aplicativo Marina


A base para o desenvolvimento do software foi uma pasta contendo as palavras chave, divididas por temas, utilizadas por Marina durante seu relacionamento com a família e com os colegas e professores na Fatec. O apoio da professora Adriane Rumin sempre foi importante no processo, cabendo-lhe interpretar o que a jovem queria dizer ao apontar as palavras.


A comunicação era estabelecida a partir das frases mais utilizadas por ela com a professora e o pai, através de um tablet de 10 polegadas, contendo uma série de botões onde ela dava um clique para formar as palavras e ter na sequência a emissão de uma voz.


Atenta a isto, a professora Patrícia Gláucia Moreno teve então a ideia melhorar o processo e foi aí que entraram na história os três alunos. José Felipe, Tiago Antônio e Tiago Aparecido eram seus orientados e, após serem provocados para vencer o desafio, decidiram transformar a pasta com as frases em um aplicativo, transformando os arquivos do tablete na voz de Marina.


A finalização do software demandou cerca de três meses, ficando pronto em 18 de novembro de 2015, quando foi apresentado na 5ª Semana do Empreendedorismo. Nesse dia, Marina foi sozinha à cantina e comprou um refrigerante utilizando os recursos do software personalizado. Ao clicar nas frases, sua voz é ouvida.




Compartilhe