Blog

7 dicas para melhorar e fidelizar a relação com os pacientes

fidelizar-pacientes


Você já estranhou que determinados pacientes não retornaram para a próxima consulta ou que simplesmente desapareceram? Já se perguntou qual o motivo? Será que ele recebeu a devida atenção assim que entrou na recepção do consultório/clínica? E o atendimento que você prestou foi satisfatório?


É preciso estar atento para esses detalhes, desde o primeiro contato com a secretária, até o momento em que estiver diante do médico


Listamos, a seguir, 7 dicas que você poderá utilizar, sempre tendo em mente que a melhor propaganda é aquela feita boca a boca, quando um paciente indica o seu nome para outra pessoa caracterizando suas credenciais como um médico excelente, confiável e atencioso. 


1- Atenção e sinceridade


medico-atencioso


São fundamentais no relacionamento médico-paciente. Não seja tão distante e impessoal, coloque-o à vontade e faça com que se sinta merecedor da sua atenção. Tenha paciência e calma para ouvir todas as suas reclamações. Deixe-o sentir que vocês alcançarão sucesso no tratamento, explique o que está motivando suas queixas e seja didático. Após fazer a prescrição dos medicamentos, pergunte a ele se entendeu e volte a explicar. Deixe claro que você está preocupado e que se importa com suas dores. O senso de humanidade é importante.


2- Cuidado com a caligrafia


caligrafia


Uma boa comunicação entre as partes é fundamental para resguardar a segurança do paciente e o médico precisa sempre estar atento a isto.  O artigo 35 da Lei Federal nº 5.991, de 17 de dezembro de 1973, tornou obrigatória a escrita de forma legível das receitas médicas. Foi determinado que se o paciente tiver que recorrer a um farmacêutico para decifrar o que está escrito na receita, poderá formalizar uma denúncia no Conselho Regional da cidade contra o profissional. Portanto, suas prescrições devem ser sempre claras e precisas.


3- Não se irrite


medico-calmo


Hoje, muitos pacientes chegam aos consultórios e às clínicas municiados pelas informações do Dr. Google. Não fique melindrado por isto, pois é um direito que têm, motivados pela ansiedade, pelo medo e pela curiosidade. Ouça-os atenta e respeitosamente. Explique cada uma de suas dúvidas e, onde houver erro ou truncamento de informação, relate para eles a informação correta. Ao final, o intercâmbio de informações até poderá ser bom para você.


4- Pontualidade


medico-no-horario


Você vai demorar naquela cirurgia e percebe que o atendimento no consultório vai ficar prejudicado? Aconteceu algum contratempo de última hora? A tarefa número 1 é acionar sua secretária e, conforme o tempo que for gastar para chegar ou se não puder atender naquele dia, repasse instruções para que ela refaça a agenda, adiando e remanejando consultas.


Os pacientes precisam ser avisados com antecedência e caso não seja possível, a secretária deve procurar entreter as pessoas oferecendo água, café, biscoito... E deixar a tevê ligada, sugerindo ainda a leitura de revistas e jornais, que deverão estar devidamente organizados. Ao chegar, é sempre muito bem recebida a atitude do médico que pede desculpas a todos, explicando rapidamente o motivo do seu atraso.


5- Agilidade e eficiência no atendimento


sistema-de-gestao


É impensável não se valer dos recursos que a tecnologia disponibiliza na área de gestão. Esteja atento e escolha um bom software de gestão para clínica e consultórios para facilitar o seu trabalho. Seja em sua agenda, ficha de pacientes, faturamento, confirmação da consulta e demais funcionalidades do sistema. Tudo isso para ter maior eficiência e qualidade no atendimento.


6- Pós-consulta


pos-consulta


Fortaleça o contato com cada paciente. O tempo é um forte adversário, mas reserve uma data para que estes laços possam ser estreitados, com o acompanhamento e os resultados do tratamento. Seja através de e-mail ou telefonema, isto aumentará sua confiança. Saber ouvir é uma arte e cativar o paciente é uma forma de fazer com que ele se motive para participar ativamente do processo de tratamento.


7- Limpeza e organização


organização


A máxima de que “a primeira impressão é que fica” muitas vezes prevalece e é bom estar atento a isto. O primeiro contato com a secretária é fundamental, mas o fato das pessoas constatarem que existem organização e capricho na “porta de entrada” favorece e traz conforto e a sensação de que o atendimento será conforme o desejado.


É preciso distrair os pacientes, a fim de evitar que a espera se transforme em agonia. Planeje seu consultório pensando em quebrar a frieza de uma consulta e estabeleça seu diferencial. Se o seu consultório é de Pediatria, a atenção e os cuidados devem ser redobrados. Confira algumas dicas para isso. 


Neste post, listamos 7 dicas de arquitetura e decoração de consultórios e clinicas. Vale a pena conferir!




Compartilhe