Blog

Seu consultório ou clínica pode estar em risco: a ameaça dos “ ransomwares ”

ransomwares


Tem se tornado rotina um novo tipo de crime virtual que está causando enormes prejuízos financeiros e na rotina de diversos usuários, instituições e empresas, principalmente estabelecimentos médicos. Trata-se dos chamados ' ransomwares ’ - vírus de computadores que infectam as máquinas dos usuários, ‘sequestrando’ todos os seus dados e com ameaça de resgate somente perante pagamento (daí o termo ‘ransom’).


Os principais alvos são computadores, dispositivos móveis e até informações na nuvem (por ser uma forma bem aceita e utilizada de armazenamento e seus servidores comportarem uma enorme quantidade de informações importantes dos usuários).


O que é?


Um 'ransomware' nada mais é que um vírus de computador criado por um hacker, que se esconde atrás de atividades aparentemente inocentes dos usuários na internet, como visitas a sites, cliques em links, downloads de arquivos, etc.


O que faz?


Após ‘dar entrada’ no computador do usuário, o vírus passa a ter acesso a todo e qualquer arquivo, informação e atividade do seu sistema. E o que ele faz? Sequestra esses dados através do que chamamos de criptografia, codificando todos os arquivos/dados, tornando-os inacessíveis e incompreensíveis ao próprio usuário.


Ou seja, seus dados ficam codificados de forma que você não consegue decifrá-los e só quem conseguirá será aquele que criou o vírus, por ter em mãos a única chave que a descodifica. E antes que você pense, não, não é nada fácil decifrar essa chave, até para sistemas computacionais avançados!


Como ocorre a infecção do computador pelo ‘ransomware’?


como-proteger


Várias são as formas de se infectar um computador, não somente com o 'ransomware', mas com qualquer outro tipo de vírus. E é aí que mora o perigo, pois são em atividades consideradas inofensivas e inocentes que você pode colocar toda a segurança de seus dispositivos em risco.



  • Acesso a sites de origem desconhecida que podem estar infectados.

  • Cliques em links desconhecidos, oriundos de mensagens de emails, redes sociais, mensagens instantâneas e outros meios de comunicação.

  • Download de arquivos de fonte desconhecida, a partir de anexos de emails, sites, programas específicos de downloads, etc.


Meu computador foi infectado! E agora?


virus-no-computador


Conforme dito anteriormente, o sistema de criptografia (codificação) utilizado geralmente é de altíssimo nível, o que dificulta (e até impossibilita) a reversão do estrago causado, deixando assim a vítima totalmente dependente da boa vontade do hacker.


Após a infecção, os responsáveis pelo vírus geralmente entram em contato com a vítima para oferecer o resgate de suas informações em troca de altas quantias de dinheiro. Porém, mesmo com o pagamento do resgate requisitado, não se tem garantia alguma de que você terá seus dados de volta. E a única forma de se evitar algo do tipo é a prevenção e boas práticas de utilização da internet.


Como se prevenir?


boas-praticas


Saber se comportar na internet é primordial para se manter longe de confusão. Seguindo as dicas abaixo você será capaz de navegar na internet de forma muito mais consciente e segura e ainda minimizar alguns prejuízos se porventura em algum momento seu computador for infectado por algum vírus:



  1. Antivírus: Mantenha sempre um bom antivírus instalado e rodando em seu computador. E ainda: mantenha-o sempre atualizado (vale marcar a opção atualização automática, pois assim ele faz esse serviço sozinho sempre que estiver conectado à internet!)

  2. Sites: Navegue somente por sites de boa procedência

  3. Link: Não saia clicando em todo e qualquer link! Clique somente nos que você conhece a procedência e sabe aonde exatamente vão te levar!

  4. Downloads: Cuidado com os downloads! Saiba a procedência do arquivo que está baixando! Essa regra vale para downloads a partir de anexos de emails, sites e programas próprios de downloads, arquivos enviados por conhecidos via redes sociais, emails ou mensagens instantâneas!

  5. Arquivos da Internet: Rode sempre uma verificação nos arquivos baixados da internet, antes de abri-los!

  6. Varredura no antivírus: Rode sempre uma varredura completa do antivírus em sua máquina periodicamente!

  7. Dispositivos externos: Evite conectar dispositivos como pen drives, hds externos sem procedência à sua máquina!

  8. Varredura nos dispositivos: Rode sempre uma varredura do antivírus ao dispositivo externo conectado ao seu computador!

  9. Atualização: Mantenha sempre todos os seus programas instalados na máquina e sistema operacional atualizados com a última versão do fornecedor. Atualizações quase sempre contém correção de bugs e brechas que facilitam a vida de hackers mal intencionados!

  10. Backup: Realize cópias de backup de suas informações periodicamente! As famosas cópias de segurança (backups) são a forma mais comum de se evitar perdas de informação de qualquer tipo no futuro!


Você possui um consultório, clínica ou hospital, seu cuidado com a segurança deve ser redobrado! Invista em bons equipamentos, sistemas de segurança para a rede e um bom técnico de TI para ajudar na manutenção.


Práticas para um bom Backup


backup



  1. Rotina: Defina dias e horários para a cópia de segurança das informações. De preferência, diariamente.

  2. Dispositivos externos: Utilize mídias externas ao computador, como HDs externos ou pen drives, por exemplo.

  3. Cópias: Faça mais de uma cópia de segurança dos mesmos dados e de preferência em mídias diferentes (e guarde-as em locais distintos também).

  4. Conexão: Evite deixar os arquivos de backup conectados a cabos USB e aplicativos na nuvem através da máquina.

  5. Armazenamento: Armazene seus backups por pelo menos 2 meses antes de apagá-los para reutilizar espaço para novas cópias. Quanto mais tempo de retenção melhor.

  6. Arquivos de log: Analise sempre os arquivos de log do backup (em caso de utilização de softwares próprios para isso) para ter certeza de que tudo ocorreu corretamente.

  7. Teste: Teste sempre que possível as cópias de segurança realizadas


Com todos os cuidados acima, você estará protegido e evitando futuros problemas graves. Tenha em mente que a segurança vem em primeiro lugar sempre, até no mundo virtual!




Compartilhe