Blog

Anvisa orienta prescrição e estimula uso de fitoterápicos

 plantas_medicinais


Com a aprovação do Memento Fitoterápico por sua diretoria, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou o documento especificando as orientações para prescrição de fitoterápicos no Brasil. É um dos Compêndios da Farmacopeia Brasileira, reunindo as informações necessárias para que o profissional avalie a necessidade de prescrever determinado medicamento para o paciente. Trata-se do primeiro documento oficial contendo informações unificadas sobre os medicamentos, uma vez que, até então, a prescrição de doses e uso dependia somente dos médicos.


As 28 monografias trazem detalhes sobre família, nomenclatura e a parte utilizada da planta. Também enfocam as contraindicações e as precauções de uso, além de alertar para os efeitos adversos e abordar interações medicamentosas, vias de administração e posologia. Dos 28 trabalhos, 17 integram a Lista de Plantas Medicinais de Interesse do Sistema Único de Saúde (Renisus).


Segundo a Anvisa, a expectativa do diretor Ivo Bucaresky é de que o Memento seja uma fonte de informação útil para a sociedade e, principalmente, para os profissionais da área de saúde, objetivando a orientação da prescrição. Para o relator da matéria, a utilização do documento “ampliará o espaço para os fitoterápicos enquanto alternativa terapêutica, de baixo custo e fácil acesso. Também apresenta importante impacto ambiental e social por promover o uso de recursos não madeireiros da flora brasileira”, disse Bucaresky.


A importância do Brasil no setor é grande e reconhecida, uma vez que possui um terço da flora mundial, com destaque especial para a Amazônia, que é a maior reserva mundial de produtos naturais com ação fitoterapêutica. Com tais recursos disponíveis, o País tem uma privilegiada posição para desenvolver as pesquisas e desenvolver os medicamentos fitoterápicos.


Potencial para crescer


O futuro é promissor e alguns dados do banco IMS Health/PPP confirmam a relevância econômica do mercado fitoterápico nacional. Conforme revelou a Anvisa durante o lançamento do Memento Fitoterápico, “em 2014, foram vendidas aproximadamente 56 milhões de unidades, faturando um total de R$ 1,1 bilhão de reais. Estes números representam 1,9% em unidades e 2,8% em faturamento da participação dos fitoterápicos no mercado total de medicamentos”.


Atentos a isto, o Ministério da Saúde (MS) e o Sistema Único de Saúde (SUS) procuram enfatizar sua importância com atenção especial na agenda, tendo como foco maior a Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos. O MS, desde 2006, vem disponibilizando “opções terapêuticas e preventivas aos usuários do SUS, dentre elas o uso de plantas medicinais e medicamentos fitoterápicos”. A fitoterapia é uma realidade nas redes de saúde de inúmeras cidades e estados.





Compartilhe


A ferramenta que faltava na sua clínica e consultório!

Aumente a produtividade e simplifique suas tarefas diárias com nossos softwares para gestão de consultórios e clinicas médicas. Conheça agora o ProDoctor!

Saiba mais!

Buscar



Categorias