Blog

Acupuntura no tratamento de câncer

Acupuntura no tratamento de câncer


Uma das mais conceituadas instituições médicas do Brasil, o Hospital Israelita Albert Einstein está aberto para conversar com os pacientes de câncer que buscam terapias complementares ao tratamento convencional. Isto pode ser discutido com os médicos, sempre objetivando alcançar os melhores resultados e promover a qualidade de vida dos pacientes.


Médico fisiatra e acupunturista do Einstein, Dr. Marcelo Saad, afirma: "A acupuntura é um método cientificamente comprovado de reduzir muitos dos sintomas causados pelo câncer ou pelo seu tratamento. Acreditamos que a prática é um complemento vantajoso e eficaz, quando o tratamento convencional é ineficiente ou produz efeitos indesejáveis".


A prática competente de Acupuntura só pode ser oferecida por um profissional com formação adequada, que tenha conhecimento do diagnóstico médico da causa dos sintomas. No Albert Einstein, a técnica é aplicada por médicos com título de Especialista em Acupuntura pela Associação Médica Brasileira (AMB). Além disso, a relação do médico Acupunturista com o médico titular do paciente é bastante próxima.


Acesso à terapia


Está comprovado que as terapias complementares produzem efeitos positivos, agindo de maneira integrada aos tratamentos contra o câncer. Dentre estas “vias alternativas”, a Acupuntura se destaca como a mais estudada cientificamente e o Albert Einstein tem um programa nesse sentido, para pacientes internos e externos, desde 2005.


Benefícios comprovados


Não são esperados benefícios diretos sobre o câncer, mas sim sobre os sintomas relacionados à doença ou ao seu tratamento. Dentre eles, destacam-se a diminuição da intensidade da dor, a melhora nas atividades diárias, a redução do consumo de medicamentos para a dor e o retorno mais rápido ao trabalho.


Outros benefícios citados pela equipe do Einstein:



  • Redução de sintomas e efeitos colaterais da quimioterapia e da radioterapia.

  • Aumento da sensação de bem-estar.

  • Melhora da qualidade de vida.

  • Diminuição do medo, do estresse, da depressão e da ansiedade.

  • Melhor resposta do organismo ao tratamento.

  • Melhora da ausência de saliva causada por radioterapia em cabeça e pescoço.

  • Auxilio na recuperação pós-operatória de cirurgia abdominal, favorecendo o retorno dos movimentos intestinais.

  • Diminuição de sintomas como falta de apetite e fadiga crônica.

  • Auxílio no equilíbrio emocional, controlando a ansiedade e a insônia.

  • Pode produzir efeitos sedativos e ansiolíticos.


Os resultados variam conforme o quadro clínico, uma vez que o termo "dor oncológica" inclui elementos diversos como dor por causa dos procedimentos, devido ao tumor ou como sequela do tratamento. Na dor pós-operatória, há praticamente unanimidade de que a Acupuntura seja eficiente.


A Acupuntura é eficaz também na prevenção e no tratamento de náusea induzida por quimioterapia, diminuindo efetivamente o número de episódios de vômito nos pacientes em tratamento.


As técnicas aplicadas


As técnicas aplicadas no tratamento oncológico são as mesmas utilizadas tradicionalmente nos demais procedimentos. As agulhas são inseridas nos pontos determinados e permanecem no corpo por 20 minutos. É comum que paciente durma neste período, devido ao relaxamento proporcionado pelo equilíbrio orgânico.


Os pontos são selecionados conforme a queixa de cada paciente. Daí ser fundamental que o tratamento seja acompanhado pelo médico titular do paciente.


Com o uso de agulhas com design mais funcional e moderno, a dor sentida na hora da inserção é normalmente menor do que aquela causada por um fio de cabelo puxado. A sensibilidade pode ser variável entre os pacientes e em diferentes pontos do corpo. As agulhas fornecidas pelo Hospital Israelita Albert Einstein são estéreis e de uso único. Com a técnica correta e um bom profissional, a direção da instituição garante que a Acupuntura é um procedimento muito seguro e eficaz.


Para o tratamento, o ideal é que seja realizado de duas a três vezes por semana. Em casos graves ou em pacientes internados, a frequência pode ser maior.


Contraindicações, acidentes e efeitos adversos


Praticamente não há contraindicação à aplicação de Acupuntura em pacientes oncológicos. O tratamento também pode ser feito por pacientes com distúrbios da coagulação ou com imunidade deficiente. Todavia, alguns cuidados devem ser observados com atenção, como reforço na assepsia e o controle de manipulações desnecessárias da agulha.


A literatura médica relata raríssimos acidentes importantes pela Acupuntura (como lesão de órgãos internos) ao longo de décadas, considerando-se bilhões de aplicações feitas em todo o mundo. Quando acontecem, os efeitos adversos são distúrbios menores, como pequenos hematomas.


“Saúde Além da Cura”


A interação da acupuntura com a área de Oncologia Einstein ganhou força com o "Saúde Além da Cura", um programa específico para pacientes do hospital, que conta com um plano de avaliação e detecção precoce de eventuais problemas secundários ao tratamento do câncer.




Compartilhe


A ferramenta que faltava na sua clínica e consultório!

Aumente a produtividade e simplifique suas tarefas diárias com nossos softwares para gestão de consultórios e clinicas médicas. Conheça agora o ProDoctor!

Saiba mais!

Buscar



Categorias