Blog

Brasil faz alerta contra Hanseníase

Dia Nacional de Combate e Prevenção da Hanseníase


Comemorou-se ontem, 31, o Dia Nacional de Combate e Prevenção da Hanseníase, data idealizada pelo francês Raoul Follereau e criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) com o objetivo de lembrar a importância do diagnóstico precoce e do tratamento como forma de interromper a transmissão e reduzir a carga da doença. Em todo o Brasil, as instituições médicas destacaram ser preciso falar abertamente sobre o mal, de tempos bíblicos, mas que ainda hoje está cercado de preconceito. E ressaltaram ainda que, com tratamento adequado, a doença deixa de ser contagiosa.


Os agentes de saúde enfatizaram que as campanhas de esclarecimento são necessárias para diminuir e erradicar o preconceito, devendo acontecer ao longo do ano, com direcionamento especial para as classes sociais com baixa escolaridade. Este trabalho deve sempre ter como alvo os familiares dos pacientes e toda a comunidade.


A Hanseníase, moléstia infecciosa provocada pelo bacilo Mycobacterium leprae, não é hereditária e sua evolução depende do sistema imunológico da pessoa que foi infectada. Transmitida pelo contato da via respiratória com a saliva ou secreções nasais de pessoas não tratadas, tem como sintomas as manchas esbranquiçadas na pele e o aparecimento de caroços ou inchaços. Caracteriza-se, principalmente, pela diminuição da sensibilidade. Seu tratamento é gratuito e baseado na poliquimioterapia (PQT), com acompanhamento médico regular.


Atinge cerca de 200 mil pessoas em todo o planeta, com a maioria dos casos sendo registrada na Ásia, África e América do Sul. O Brasil é o segundo país em número absoluto de casos de Hanseníase no mundo, tendo registrado 31.064 novos pacientes apenas em 2014.


Devido à carga de preconceito que a cerca, a Hanseníase pode levar os pacientes a apresentarem um comportamento depressivo e arredio, procurando se isolar do convívio social. Por este motivo, muitos profissionais de saúde acreditam que a forma ideal de tratamento deve envolver uma equipe multidisciplinar, com atendimento integral, incluindo terapeuta ocupacional, fisioterapeuta e acompanhamento psicológico.




Compartilhe


A ferramenta que faltava na sua clínica e consultório!

Aumente a produtividade e simplifique suas tarefas diárias com nossos softwares para gestão de consultórios e clinicas médicas. Conheça agora o ProDoctor!

Saiba mais!

Buscar



Categorias