Blog

Google investe na saúde do coração

Google investe na saúde do coração


Google, a gigantesca e maior empresa da Web, anuncia que vai ampliar os investimentos para um projeto cujo objetivo é encontrar novas formas de combater as doenças cardíacas. Os recursos são de US$ 50 milhões, destinados ao Google Life Sciences (um grupo de pesquisa que foi desmembrado da sua empresa-mãe) e à Associação Americana do Coração (American Heart Association – AHA). Os US$ 25 milhões referentes à AHA, divididos ao longo de cinco anos, representam o maior investimento único em pesquisa já feito em sua história. Na parceria, além da verba, a Google disponibilizará ferramentas tecnológicas, como sensores de monitoramento de saúde para os pacientes que não gostam de frequentar médicos, a fim de realizar um acompanhamento eficaz e sem gerar enormes fontes para a análise de dados.


O objetivo é ir muito além das pesquisas tradicionais que, até o momento, apresentaram resultados considerados como de modestas “melhorias incrementais” no tratamento das enfermidades que atingem o coração. Consciente do perigo mortal que representam os problemas cardíacos em todo o planeta, o presidente-executivo do Google Life Sciences, Andy Conrad, não apenas sonha em acelerar o processo de pesquisas, mas empreender uma árdua frente de batalha contra o maior responsável pelas mortes por enfermidades no mundo.


Conrad aferra-se à ideia de que, mesmo que não exista qualquer garantia de sucesso, não desistirá e continuará tentando. No início do próximo ano, durante o Dia dos Namorados, Google e AHA escolherão o líder do projeto, podendo ser um cardiologista, uma enfermeira, ou até mesmo um adolescente e tudo dependerá das ideias, propostas realmente inovadoras e habilidades que a pessoa tenha para contribuir com o tratamento de doenças cardíacas e o empenho por sua cura. O objetivo não se prende a facilitar a vida das pessoas que sofrem de problemas cardíacos, mas vai muito além, pensando muito alto, na descoberta de uma cura definitiva para os males do coração.


O time escolhido pelo Google e pela AHA será anunciado em 14 de fevereiro e, para conquistar os US$ 50 milhões, a ideia deverá ser elucidada em apenas uma lauda.


Outros projetos do Google na área Médica


Para a gigante da Internet, o projeto alinha-se com outros empreendimentos recentes da empresa, que envolvem a Biomedicina, como as lentes de contato que monitoram o nível de açúcar no sangue dos diabéticos, e as pulseiras inteligentes que monitoram a saúde dos usuários.


Em janeiro do ano passado, a Google apresentou o protótipo de uma lente de contato inteligente especial para diabéticos, capaz de medir os níveis de glicose no sangue  e que toma como base as lágrimas presentes no olho para a lubrificação.


Quando estiver comercializado (a empresa estima que a lente leve cinco anos para chegar ao mercado), poderá ser um grande avanço no tratamento da doença, possibilitando maior e melhor qualidade de vida aos pacientes. O projeto foi desenvolvido em 18 meses e é o menor sistema sem fio já criado para a medição de glicemia. O aparelho monitora a glicemia em tempo real, podendo salvar a vida de muitos pacientes, e também elimina o desconforto das medições tradicionais, que exigem que o paciente colete o próprio sangue ao menos uma vez por dia para verificar os níveis de glicose e, somente depois, aplique a medicação nas doses corretas.


A lente de contato inteligente funciona com um sensor adaptado, responsável por identificar o nível glicêmico. Um minúsculo chip, também inserido na lente, interpreta as informações e a parte eletrônica fica distante da íris, o que faz com que o equipamento não atrapalhe a visão.


 




Compartilhe


A ferramenta que faltava na sua clínica e consultório!

Aumente a produtividade e simplifique suas tarefas diárias com nossos softwares para gestão de consultórios e clinicas médicas. Conheça agora o ProDoctor!

Saiba mais!

Buscar



Categorias