Blog

Marcus Welby, M.D. - Seriados médicos

Marcus Welby, M.D. - Seriados Médicos


David Victor, que também fora produtor de “Dr. Kildare”, criou uma das populares séries da TV dos Estados Unidos, que chegou rapidamente aos primeiros lugares de audiência em suas temporadas iniciais. “Marcus Welby, M.D.” foi apresentada pela ABC entre 23 de setembro de 1969 e 29 de julho de 1976, totalizando 160 episódios, com cerca de 60 minutos cada e durante sete temporadas. Foi vista, regularmente, na proporção de uma a cada quatro residências. O piloto da série foi ao ar no dia 25 de março de 1969 dentro do programa ABC Movie of the Week. No Brasil, o seriado “Marcus Welby, Médico” foi exibido pela Rede Globo, no início da década de 70, sempre ao final das noites de domingo.



Ao contrário do jovem ator Richard Chamberlain, aqui o personagem central foi vivido por Robert Young, um senhor de feições sérias a refletir bem toda sua experiência profissional. Embora a fórmula pudesse parecer repetitiva, com o roteiro do “mais velho ensinando ao mais novo”, o Dr. Welby já havia deixado de lado os métodos tradicionais para cuidar dos pacientes, ao contrário das opiniões do pupilo Dr. Steven Kiley, na pele do jovem James Brolin, este sim, com ares de galã. Enquanto o “velho” Dr. Welby utilizava um método novo e revolucionário, o “jovem” Dr. Kiley permanecia agarrado aos dogmas acadêmicos. Trabalhavam um ao lado do outro como médico particular em Southern Califórnia e também regularmente no Lang Memorial Hospital.


Marcus Welby, M.D. - Seriados MédicosO que chama atenção na série é que o Dr. Welby o Dr. Kiley tratavam os problemas médicos durante um longo período de tempo, sempre diretamente ligado à psique do paciente e no seu comportamento interpessoal. Em vários episódios, a cura de pacientes com enfermidades agudas somente se tornava possível após um deles descobrir que a raiz do problema estava ligado ao seu comportamento. A ênfase à questão psicológica se tornou bastante famosa, sendo relevante destacar que o próprio Robert Young, que dava corpo e alma ao Dr. Welby, padecia de desequilíbrios químicos no corpo que o conduziam a depressão e ao alcoolismo. Em sua vida pessoal, sua atuação no seriado foi importante para que refletisse e reagisse para recuperar a saúde.


Ficou evidente para seus colegas de trabalho a identificação de Robert Young com o Dr. Marcus Welby. A resposta dos telespectadores traduziu bem isto através das milhares de cartas enviadas para o ator pedindo conselhos acerca dos problemas de suas vidas. Além disso, a série possibilitou que David Victor abordasse histórias que não estavam no roteiro de “Dr. Kildare”, desde câncer de mama, doença venérea e epilepsia, até depressão, dependência de analgésicos e lesão cerebral.


Os episódios de 1970 e 1971 levaram “Marcus Welby, M.D.” aos primeiros lugares na ABC. Robert Young e James Brolin ganharam o Prêmio Emmy Awards e Young ainda levou o Golden Globe de 1972 pelo seu inesquecível Dr. Welby.




Compartilhe


A ferramenta que faltava na sua clínica e consultório!

Aumente a produtividade e simplifique suas tarefas diárias com nossos softwares para gestão de consultórios e clinicas médicas. Conheça agora o ProDoctor!

Saiba mais!

Buscar



Categorias