Blog

Faturamento - De olho na saúde financeira

Postado em 04 de maio de 2017


Faturamento - De olho na saúde financeira da sua clínica


Quando se fala em crise, mais do que nunca, é necessário ser eficiente, olhar com a devida atenção a saúde financeira de uma empresa e cuidar do faturamento.


O ProDoctor Plus e o ProDoctor Corp controlam com toda precisão e maximizam o faturamento e minimizam as glosas ao cobrar das operadoras de saúde tudo o que pode ser cobrado e no valor atualizado e correto. A minimização das glosas é alcançada a partir do momento em que não há, por exemplo, erros de cadastro e valores e códigos incorretos.


O ProDoctor Plus e o ProDoctor Corp são a resposta correta, desempenhando papel importante na gestão de consultórios e pequenas clínicas. Com sua eficácia, demonstram a importância do “fazer mais com menos”, proporcionando um importante ganho de tempo ao racionalizar e reduzir os custos


- Como está a saúde financeira da sua clínica e/ou consultório?!


Falar em faturamento implica pensar na saúde financeira de uma empresa e esta é uma questão fundamental para a sobrevivência de consultórios, clínicas e pequenos hospitais, algo que abrange as operadoras dos planos de saúde e também o atendimento dos particulares.


Com relação aos convênios, o médico tem um contrato com a operadora, seja como pessoa física ou jurídica, que rege as regras de seu relacionamento. Muitas vezes, quando não se dispõe de um software para gerir o faturamento, acaba se perdendo dinheiro. Para Marcelo Campos, gerente de Treinamento da ProDoctor, “existe uma vida antes e depois do software ProDoctor, pois é realidade que o faturamento de convênios aumentou de forma significativa para muitos de seus usuários”.


- Como em software de gestão pode ajudar no faturamento da sua clínica?


Dentre várias razões para sua utilização, ele destaca o lado humano e exemplifica com o trabalho diário de uma secretária: “O paciente chega na Clínica para fazer uma endoscopia, por exemplo. A secretária precisa fazer a cobrança do honorário médico, além dos materiais e medicamentos utilizados no procedimento. Sem o ProDoctor, ela teria que pegar uma guia de papel da operadora e preenchê-la à mão, ou recorrer a uma plataforma da operadora e digitar cada um dos itens. Na correria, poderia se esquecer de algum. Como o médico não tem tempo para conferir, o faturamento fica mal feito e, ainda que exista uma pessoa responsável apenas pelo faturamento, podem acontecer erros operacionais, como o esquecimento de algum item a ser cobrado”.


Com o ProDoctor, a faturista, auxiliada por um consultor de implantação, monta o pacote e, quando lança a conta médica na ficha do paciente, o software já carrega todas as informações de forma automática e completa. Com o honorário do médico e a relação dos insumos do respectivo procedimento definidos, só resta imprimir a guia. “Isto representa dinheiro”, atesta Marcelo, pois “o médico tem a certeza de que não existem erros na cobrança, uma vez que o ProDoctor imprime a guia pronta”.


Outro ganho com o programa, enfatiza, é que esta automatização proporcionará um tempo livre para que haja um esmero no faturamento. “Ela poderá verificar o contrato e analisar se os valores cobrados estão em conformidade com ele. Então, poderá negociar com a operadora valores melhores, o que representa ganhos no faturamento”, declarou.


O controle de glosas é outro ponto importante no ProDoctor. Segundo o gerente de Treinamento, “o faturamento informatizado permite que a equipe responsável pelo setor gerencie melhor, ou muito melhor, as glosas, apresentando os devidos recursos à operadora e isto também é um ganho”.


TISS - Divisor de águas


TISS - Divisor de águas


Para se falar em faturamento na área de saúde, Ricardo Santos de Oliveira, gerente de Serviços da ProDoctor, afirma que existem dois períodos distintos, historicamente, e que o divisor de águas está na TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar), criada pela Agência Nacional de Saúde em 2006. Seu objetivo: “Padronizar as ações administrativas, subsidiar as ações de avaliação e acompanhamento econômico, financeiro e assistencial das operadoras de planos privados de assistência à saúde e compor o Registro Eletrônico de Saúde”.


Responsável pelo setor de Venda e de Relacionamento com Clientes da empresa, Ricardo de Oliveira destaca que “antes não havia padrão e cada operadora de plano de saúde podia definir com o prestador como iria cobrar pelos serviços e insumos. Isto gerava uma enorme dificuldade operacional, pois diversos formulários ou arquivos eletrônicos não eram padronizados. Com a TISS, a ANS padronizou todos os formulários, consultas, exames, internação, etc.” Porém, relembra, mesmo existindo o padrão, cada operadora oferecia uma ferramenta diferente. Mas, o ProDoctor encontrou uma solução para este problema e o usuário passou a ter a facilidade de conseguir da mesma forma, e em um único lugar, atender todas as operadoras. “Esta é a grande vantagem do ProDoctor, pois permite que o cliente tenha uma gestão de faturamento com agilidade e precisão”, enfatizou.


Além disso, Ricardo destaca que o software foi além, ao fazer o controle das glosas e de seus recursos. Outro ponto importante abrange os profissionais da clínica, ao se configurar as regras do repasse, com todos os cálculos para seu pagamento sendo realizados em segundos.


A reconhecida facilidade de uso do programa começa pelas inúmeras informações que disponibiliza. O gerente de Serviços da ProDoctor acentua a importância do treinamento bem executado pela empresa e assegura que uma de suas grandes vantagens é gerir a clínica com mais confiabilidade nas informações, com rapidez e segurança. Tudo isto, após a configuração das regras, com poucos cliques.


Veja como o ProDoctor ajudou o Instituto Kencis de Medicina (LAPACOR), o Centro Médico de Estudo Gastrointestinal (CEMEGI) e o Gastro Center a maximizar as questões de agilidade, precisão, controle e organização do faturamento de uma maneira simples e eficiente.




Compartilhe