Blog

Como devo proteger os dados da minha clínica?

Atualizado em 02 de Janeiro de 2017


Como devo proteger os dados da minha clínica?

Todo software que você instala em seu computador e que com o passar do tempo é alimentado com suas informações tem o chamado banco de dados. Esse banco de dados funciona como aquela pastinha que você tem guardada na gaveta com todos aqueles papeis importantes, ou aquele arquivo na recepção recheado de fichas de papel de pacientes de longa data.


Todo cuidado é pouco para que não se perca nada, não é? Em um banco de dados, não é tão simples assim. Um simples erro, pode corrompe-lo por inteiro, e todas as informações ali contidas serem perdidas para sempre.


Com tantas ameaças as informações da sua clínica e de seus pacientes, é preciso ter muita atenção. Veja alguns cuidados que você deve ter:


1 - Backups


Para início de conversa, faça sempre backups periodicamente de suas informações.


Backup é um termo técnico para cópia de segurança, ou seja, copie tudo o que for relevante e importante para um outro lugar, de preferência um pendrive ou HD portátil.


Às vezes, vale até a pena realizar duas cópias em locais diferentes. Estas cópias podem ser realizadas manualmente ou automatizadas através de softwares específicos de backups. 


Saiba mais sobre como realizar corretamente o backup de seus dados.


2 - Cuidados com a rede


Se você utiliza um software ligado em rede, onde vários computadores acessam um computador central (o conhecido Servidor) o cuidado deve ser redobrado.


Redes mal estruturadas e a utilização das chamadas redes sem fio (WIFI) são campeãs em corromper bancos de dados.Portanto, invista em equipamentos de qualidade e profissionais capacitados para configurarem uma rede segura e estável para sua instituição.


3 - Nobreak


Instale um Nobreak em seu servidor, este aparelho evita que o computador seja desligado abruptamente por oscilações na rede elétrica durante operações importantes sendo executadas no banco de dados, podendo resultar em um banco de dados corrompido.


4 - Senhas


Por último, mas não menos importante, utilize senhas seguras para acesso ao seu banco de dados. Evite senhas óbvias, como sequências numéricas, datas de aniversário, números de telefone ou nomes.


Se faltar criatividade para criar uma senha, utilize os chamados Geradores de Senhas Online, que ajudam a criar senhas grandes, fortes e aleatórias (saiba mais aqui). Assim, você evita que acessos indevidos e não autorizados sejam realizados e garante a integridade e confidencialidade de suas informações.


O perigo dos ransomwares


Além disso, tem se tornado rotina um novo tipo de crime virtual que está causando enormes prejuízos financeiros e na rotina de diversos usuários, instituições e empresas, principalmente estabelecimentos médicos. Trata-se dos chamados 'ransomwares’ - vírus de computadores que infectam as máquinas dos usuários, ‘sequestrando’ todos os seus dados e com ameaça de resgate somente perante pagamento.


Saiba como se prevenir dos ataques ransomwares.


Cuidados como estes garantirão uma vida longa e próspera a seus dados!




Compartilhe